Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Estudantes esto "aptos"

Jlio Gaiano, no Lobito - 17 de Fevereiro, 2016

Acadmica do Lobito realizou uma srie de jogos - treinos com vrias equipas no sentido de lograr a froma e capacidade competitiva a ser exigida de jogo a jogo

Fotografia: Jos Soares

O técnico principal da Académica Petróleos Clube do Lobito, Carlos Manuel Vaz Pinto, assegurou estar a equipa preparada para “atacar” o Girabola Zap depois de analisados os resultados obtidos durante a pré-época que se desenvolveu na cidade ferro-portuária.

Vaz Pinto adiantou que os dois meses intensos de trabalhos serviram para implementar aos jogadores a filosofia que melhor se adequa ao nível técnico e à capacidade táctica dos seus jogadores, que na sua óptica, se revelaram aptos para os desafios do Girabola e da Taça de Angola.

Manter a equipa na mais alta-roda do futebol nacional é o principal objectivo que a direcção liderada pelo empresário Luís Borges preconizou para a presente temporada. Para Vaz Pinto é um desafio que aceitou com todo o gosto, pelo facto de acreditar no sentido profissional dos jogadores que lhe foram colocados à disposição, porque  deixaram fortes indicadores no que tange às qualidades técnicas e tácticas, facto que possibilitou tirar as devidas ilações para aquilo que deve ser a atitude da equipa ao longo da competição, que prevê muito complicada sobre o ponto de vista competitivo.

“Conseguimos construir um plantel coeso e à altura das encomendas. Para isto, tivemos o cuidado de reforçar nalguns sectores com jogadores experimentados do Girabola  e outros recrutados no mercado estrangeiro, que nos garantem realizar uma boa campanha a começar já no jogo de estreia com o ASA”, frisou.O treinador visivelmente confiante com a qualidade do seu plantel, lembrou que ao longo dos treinos da pré-temporada os seus atletas mostraram-se determinados e com muita crença no trabalho que desenvolveram, facto que marcou pela positiva. “Espero que tudo isto venha a reflectir-se ao longo da competição”, confessou o técnico ao serviço da Académica do Lobito.

RESULTADOS
Na pré-época, a Académica do Lobito realizou uma série de jogos - treinos com equipas da 1ª e 2ª divisões nacional. Sobre os referidos confrontos destacam-se os triunfos sobre o Interclube, por 3-0; Recreativo da Caála,  2-1, 1º de Maio de Benguela, 2-1 e Progresso Sambukila da Lunda-sul, 2-0, para além do empate a zero com o Kabuscorp do Palanca.

Ainda em relação aos jogos, o professor Vaz Pinto disse ser menos relevantes, porque serviram  para testar a capacidade ofensiva e defensiva, bem como a mobilidade dos jogadores em campo diante dos adversários.

“As vitórias animam o ambiente do trabalho de qualquer um, por isso estaria a mentir se lhe dissesse o contrário. Todavia, não foi por aí em que se baseou o pensamento daquilo que virá a ser o comportamento da minha equipa no Girabola Zap", disse.

" Em causa foi a forma como se entregaram os meus jogadores nos treinos. Revelaram-se prontos para a competição”, conferiu Vaz Pinto para quem o público foi o principal juiz daquilo que foi a atitude dos jogadores em campo", acrescentou.

ENQUADRAMENTO
Reforços dão
outra qualidade


 As novas aquisições, que a direcção colocou à disposição da equipa técnica, mereceram uma pequena abordagem com o técnico da Académica Petróleos do Lobito. Vaz Pinto disse que os jogadores estão bem enquadrados, ao estilo e à filosofia por si implementado no seio do colectivo ao longo dos 60 dias que disputaram a vaga no plantel.

“Muito deles, deixaram-nos boas impressões e podemos contar com eles para a grande empreitada. São bons jogadores e mais do que isto, são dotados física e tecnicamente. Aliás, alguns deles já conquistaram a paixão dos adeptos do clube, o que já é bom para quem espera fazer o melhor de si para um clube que apostou nos seus préstimos”, comentou.

Vaz Pinto é o técnico contratado em substituição do turco -germanico Ekrem Asma, que a direcção da Académica Petróleos Clube do Lobito escolheu para liderar os destinos da  equipa principal no Girabola ZAP 2016, que arranca neste fim-de-semana. O Atlético Sport Aviação é o seu adversário na jornada inaugural, por isso, estrear em grande na primeira edição do Girabola ZAP é o desejo do novo timoneiro dos estudantes do Buraco.                             
JG

APRESENTAÇÃO
Presidente presente na festa no "Buraco"


 A formação da Académica do Lobito fechou em beleza o ciclo de jogos de preparação ao Girabola ZAP, na prsença do presidente do clube. Luis Borges. Cilindrou na tarde de domingo o misto de jogadores do Girabairro do Lobito, por 6-1, em partida que serviu para a apresentação à massa apoiante o plantel para o Girabola Zap e para a Taça de Angola de 2016.
O Estádio do Buraco acolheu a contenda que foi testemunhada pelo administrador municipal do Lobito, Alberto Ngongo, que entre os milhares de adeptos festejou os momentos de alegria lá proporcionados. “Saio daqui satisfeito e com a sensação de que esta direcção está no bom caminho. O jogo em si, foi um verdadeiro encanto”.

No entender do administrador Ngongo, o facto de a direcção da Académica Petróleos Clube do Lobito fechar o ciclo de jogos - treinos com o misto de jogadores do Girabairro local, explica a empatia que a direcção reserva aos munícipes.

“Esta foi a melhor forma que a direcção encontrou para com os munícipes amantes da Académica, fechar o ciclo preparatório da equipa que no Girabola tem a missão de dignificar o futebol produzido no nosso município”, precisou.

AGRADECIMENTO
O presidente da Académica do Lobito, Luís Borges, agradeceu o gesto do administrador municipal Alberto Ngongo de participar da festa de apresentação do plantel à massa apoiante do clube.

“É um gesto de louvar, porquanto mostrou com o acto, o quanto ama o desporto. Por isso, estamos gratos com a presença aqui para juntos partilharmos o momento de festa com os nossos adeptos e sócios”, disse.

Luís Borges aproveitou o momento para revelar que a direcção vai ter de pagar ainda no decurso desta semana cerca de 14 milhões de kwanzas na secretaria da Federação Angolana de Futebol (FAF) para possibilitar a estreia no Girabola com o ASA, que vai  acontecer no domingo no Estádio da Cidadela.
“Tirando este pormenor, garanto-vos estar tudo bem. Os reforços  à disposição do técnico estão legais e podem jogar se até o dia do jogo se apresentarem na  plenitude.                                       
JG