Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Estudantes moralizados ambicionam nova vitória

J?lio Gaiano | Lobito - 14 de Abril, 2017

Académica defronta Petro de Luanda no Buraco

Fotografia: Dombele Bernardo| Edições Novembro

O triunfo protagonizado pela Académica do Lobito no jogo com a formação do Santa Rita de Cássia FC do Uíge, em casa desta, mexeu com os ânimos dos jogadores, membros da equipa técnica e dirigentes que esperam repetir o feito no confronto desta tarde, no Buraco, diante do Petro de Luanda, não obstante, o teórico favoritismo que os tricolores carregam ante os estudantes que tentam refazer-se do “susto” das últimas oito jornadas da época 2017.

O Petro de Luanda é, de longe, superior a formação uigense. Por isso, espera-se por uma partida difícil para os estudantes que terão de contar com o factor surpresa, acrescida da sorte titânica, para vencer e, desta, confirmar o seu estado de graça. De resto, é um presságio de difícil concretização se levarmos em linhas de conta ao potencial do adversário. Apostou forte no seu plantel e, mais do que isto, afirma-se como candidato natural à conquista do título nacional.

Todavia, moralizados com o triunfo na jornada passada (9), os pupilos de José Silvestre “Pelé” têm a dura missão de suplantar o favoritismo dos petrolíferos e provar diante dos seus apoiantes que a equipa está bem e recomenda-se, pelo que um triunfo assentariam perfeitamente nessa lógica, não obstante, o empate servir para as aspirações dos estudantes lobitangas.

Por outro lado, Cinco mil bilhetes foram colocados à venda desde à passada quarta-feira, no valor de 2 mil kwanzas (camarotes), mil (bancadas) e quinhentos (peão). Os convites, adquiridos na sede do clube, foram distribuídos a governantes, políticos, desportistas e membros de destaques da sociedade civil na província de Benguela.

Em função disso, os serviços da Policia Nacional e dos Bombeiros, bem como do INEMA foram accionados para prevenirem de eventualidade que altera o ambiente de sã convivência dentro e fora do estádio.

Prevenir e assegurar a integridade física e moral dos que directa e indirectamente intervierem no espectáculo é o desafio da organização que espera paralisar a cidade ferroportuária.