Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Estudantes vencem com golo de Jacek

Jlio Gaiano , no Lobito - 25 de Maio, 2015

Com a lio bem estudada os pupilos de Ekrem Asma conseguiram conter os caalenses

Fotografia: Jornal de Desportos

O único tento rubricado pelo polaco Jacek Magdzinsk acabou com o enguiço que os estudantes vivenciaram ao longo das últimas quatro jornadas do Girabola2015. O desafio marcado com a permissividade da arbitragem, com queimas do tempo à mistura, por parte dos anfitriões pontuou para a 14ª ronda, tendo a formação do Recreativo baqueado por manifesta falta de engodo nos momentos cruciais da contenda.

Desta vez a Académica do Lobito entrou cauteloso, com um futebol revestido num rigor táctico acentuado. Correu pouco e limitou-se a gerir o tempo, enquanto o adversário, procurou a todo o custo resolver a contenda. Tal foi como se apossou do jogo, quis assumir todas as despesas do jogo, esquecendo do simples pormenor que estava a jogo longe do seu público e num campo com fortes tradições. Ou seja, dificilmente se ganha.

Com a lição bem estudada, os pupilos de Ekrem Asma conseguiram conter a avalanche ofensiva imprimido pelos caalenses, logo no minuto 30, altura em que equilibraram o jogo. Desde essa altura da contenda, os comandados de Hélder Teixeira deixaram de serem os mesmos. Caíram na real e deram tudo a perder, tudo por que faltou a calma a partir do banco, com o técnico, os dirigentes a insurgirem-se contra a actuação do trio de arbitragem chefiado por Mauro de Oliveira.

Para a felicidade dos lobitangas, esse comportamento manifestado pelos dirigentes e membros da equipa técnica do Recreativo da Caála afectou e de que maneira na actuação dos jogadores em campo que partiram para o jogo violente. O facto foi bem aproveitado pelos estudantes que passaram a simular lesões, nascendo daí o festival de queima de tempo, ante a irritação do presidente Horácio Mosquito.

O golo da Académica do Lobito aconteceu no minuto 56, por intermédio de Jacek, numa altura em que os jogadores do Recreativo da Caála caíram num desespero total, com os lobitangas bem apoiado pela sua massa adepta e a associativa a fazerem a festa a partir das bancadas, com o som do batuque, apitos e cornetas. O adversário caiu atarantado diante do cenário que se criou no estádio do Buraco que albergou cerca de 6 mil pessoas, sem a contagem daqueles que ficam nos morros que circundam o mítico estádio do Buraco.Com esta vitória, a Académica Petróleos Clube do Lobito soma os três pontos que o podem relançar a senda dos bons resultados, bastando que consiga manter-se firma na sua actuação tal como aconteceu, ontem, diante do Recreativo da Caála.