Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Evoluo da equipa satisfaz Mrio Soares

BENIGNO NARCISO - LUBANGO - 01 de Março, 2017

Mrio Soares, aumentaram em funo dos avanos registados pela equipa

Fotografia: Jornal dos Desportos

Os índices de satisfação do técnico do Desportivo da Huíla, Mário Soares, aumentaram em função dos avanços registados pela equipa, na interiorização e explanação práticas em campo dos aspectos ligados à filosofia de jogo, que está a implementar no grupo.

“Sentimos que o trabalho está a ter frutos, está a ser correspondido por parte dos atletas. A resposta está a ser positiva. A equipa está a crescer de forma surpreendente, porque os jogadores querem mais e melhor. Isso, facilita o nosso trabalho. Esperamos que esta correspondência nas várias sessões de treino, seja posta em prática nos dias de jogo”, manifestou o técnico.

Especificou, a título de demonstração, o comportamento da equipa diante do JGM do Huambo, em que venceu por 2-0, no domingo, desafio da terceira jornada do Girabola Zap 2017. Referiu, que a actuação do conjunto já esteve um pouco dentro do que perspectiva, com os sectores mais juntos, transições coordenadas, e com maior acutilância, embora, notasse alguma falta de confiança.

“O comportamento da equipa já esteve um pouco dentro daquilo que perspectivamos. Ainda faltou alguma confiança. Pelo menos, conseguimos ver os sectores mais juntos, com transições de uma forma mais coordenada, e com maior acutilância. Isso, dá-nos a perspectiva de trabalhar”, especificou.

Mário Soares alertou, contudo, para não se confundir essa manifestação de satisfação pela evolução da equipa com a forma ideal, e de perfeição que se pretende.

“Não disse que a equipa já está próxima ou dentro do nível que pretendemos. Está a crescer. Ainda continua distante, mas está a crescer. Se está com alguma distância, não está próximo do que nós pretendemos”, alertou.

Indicou haver ainda défice de confiança no momento do passe, e firmeza no bloqueio das linhas de passe do adversário, na contenção de bola, nas saídas rápidas, nos ataques coordenados, aspectos que estão a ser idealizados, e pretendidos pela equipa técnica.

Acrescentou, que a equipa ainda perde na disputa das segundas bolas, e apresenta-se com as linhas intermédias muito distantes do sector defensivo.