Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Falta uma vaga

Betumeleano Ferro - 16 de Setembro, 2015

A presso de vencer e transpor a eliminatria vai forar as equipas a jogarem no limite das suas capacidades para garantir o passe

Fotografia: Santos Pedro

A eliminatória entre o Recreativo do Libolo e o 1º de Agosto encerra esta tarde, a partir das 15 horas, os oitavos de final da Taça de Angola, naquele que é o derradeiro passe para os quartos de final obtido num só jogo, como manda o regulamento da competição, motivo por que os contendores vão entrar em campo conscientes de que a derrota é irrecuperável.A pressão de vencer vai forçar as equipas a jogar no limite das suas capacidades, quem for incapaz de render tudo o que pode vai falhar os quartos de final. O Libolo e o 1º de Agosto têm de arriscar para garantir o apuramento, quem souber aproveitar melhor as chances de golo vai conseguir resolver a eliminatória no tempo regulamentar.

O Recreativo do Libolo está embalado rumo a revalidação do Girabola, objectivo cada vez mais iminente a 5 jornadas do fim do campeonato. Ainda assim, é fácil concluir que a sede de títulos dos libolenses deve ficar mais bem saciada com a dobradinha, mas para lá chegar é condição indispensável eliminar esta tarde o 1º de Agosto.O Libolo tem vencido o 1º de Agosto em Calulo nas últimas épocas mas sempre pela margem mínima, assim então, não seria de todo sensato atribuir todo o favoritismo aos donos de casa. É ponto assente que entra para a eliminatória com ligeiro favoritismo, mas mesmo assim vai ter de ser irrepreensível para evitar ser eliminado perante seus adeptos.

Até certo ponto, a eliminatória desta tarde interessa muito mais ao 1º de Agosto do que ao Libolo, por causa das afrotaças de 2015. A redução de quatro para duas equipas angolanas nas provas africanas da próxima época faz com que os militares façam da taça o derradeiro tubo de escape para disputar a Taça da Confederação.Os militares têm plantel para chegar à final do dia 11 de Novembro, mas para lá chegar têm de passar pelo Recreativo do Libolo, um adversário de todo indesejável por se tratar do líder do campeonato.

A eliminatória está em aberto porque o 1º de Agosto aparenta estar mais competitivo agora do que quando empatou e perdeu com o Libolo no campeonato.A equipa rubro-negra vai a Calulo moralizada pelo triunfo no clássico nacional, o plantel de Dragan Jovic vai precisar de estabilidade emocional para adquirir a paciência necessária para resolver a eliminatória durante os 90 minutos ou no desempate na lotaria dos penálties.

QUARTOS-DE-FINAIS
Equilíbrio marca jogos
da próxima eliminatória


Com o quadro dos jogos dos quartos-de-finais da segunda maior prova do calendário futebolístico nacional completo, com excepção para o jogo entre Recreativo do Libolo e 1º de Agosto, que acontece apenas esta tarde, adiado devido à participação dos militares num torneio internacional na Namíbia, o vencedor desta partida mede forças com o Bravos do Maquis.

Dos jogos da próxima fase da competição, o destaque recai para o emparceiramento entre Progresso Sambizanga - Interclube e Sagrada Esperança - Kabuscorp, duas partidas entre formações que já conquistaram o ceptro, com a exclusão do Kabuscorp que pretende inscrever o seu nome na galeria dos vencedores.

Para complemento dos quartos da Taça de Angola, o Petro de Luanda é a prior a única formação com a vida facilitada. A formação do Catetão recebe a equipa do Bengo, adversário que tem as atenções centradas para fuga a despromoção no Girabola.Se atendermos o espírito de Taça, em que nem sempre os candidatos ou os mais fortes seguem em frente, podemos afirmar que o desfecho da outra fase desta prova é uma incógnita e só no tempo de cada jogo é que serão conhecidas os protagonistas das meias-finais.

RECREATIVO DO LIBOLO
Técnico espera partida de qualidade


O técnico do Recreativo do Libolo, manifestou ontem, em entrevista exclusiva a Rádio Cinco, o desejo de vencer o jogo desta tarde frente ao 1º de Agosto e seguir em frente na Taça de Angola.João Paulo Costa afirmou que o plantel está compenetrado e ciente das suas responsabilidades para o jogo frente ao 1º de Agosto e dos objectivos que perseguem para esta temporada.  “A equipa está consciente das suas responsabilidade e por aquilo que foi o bom jogo realizado frente ao ASA em que tiveram boa atitude, boa qualidade de jogo estou crente numa boa exibição. O nosso objectivo é continuar e estarmos sempre na frente”, revelou.

A par da campanha no campeonato nacional em que lideram a prova, o treinador sublinhou que para Taça de Angola a palavra de ordem é a mesma, seguir em frente e disputar a grande final.“Nada melhor que continuarmos em prova e é com esta mentalidade que o grupo está trabalhar. São jogadores com grande carácter, com boa qualidade e uma mentalidade muito boa, o que nos permite estar em condições para os jogos que temos pela frente”, sublinhou.

Pelo nível das duas formações e o objectivo que perseguem, João Paulo Costa espera por uma partida de grande nível e que todos os intervenientes façam a sua parte com “fair play”, já que têm valor para tal. “Esperamos um bom trabalho das equipas intervenientes, incluindo a de arbitragem, para que possamos ter uma boa tarde de futebol e acima de tudo promover aquilo que é a boa prática do futebol angolano”, alertou.