Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

FC Maquis quer travar avano militar

30 de Julho, 2017

Faremos um bom jogo e daremos tudo ou nada

Fotografia: Jornal dos Desportos

O FC Bravos do Maquis vai apresentar um jogo racional, humilde e baseado no colectivismo para travar a ambição do 1º de Agosto em pontuar, esta tarde, no estádio Mundunduleno, em partida da 21ª jornada do campeonato. A convicção foi manifestada  sexta-feira, no Luena, pelo treinador-adjunto Ivo Campos por altura do lançamento do jogo.

O adjunto de Zeca Amaral reconheceu o poderio ofensivo militar (já marcou 10 golos em cinco jogos na segunda volta), porém, lembra que, farão jus ao estatuto de segunda defesa menos batida do segundo turno do Girabola Zap 2017 (sofreu dois golos em cinco desafios), para fazer um resultado “humilde”.

Minimizou a diferença pontual (20) que separa as duas equipas na tabela de classificação liderada pelo adversário desta tarde (44 pontos), onde o Maquis ocupa a 10ª posição (24), afirmando que a “discrepância” mostra a diferenças dos objectivos entre ambas.

“Faremos um bom jogo e daremos tudo ou nada”, disse, reafirmando que a  meta é conseguir pontos, a cada jogo, e chegar rápido aos 35 pontos para garantir a manutenção, embora antevê dificuldades nesta 21ª partida no histórico entre maquisardes e militares, com registo de três vitórias, seis empates e 12 derrotas, para os caseiros.Solicitou ainda a presença massiva dos adeptos para se transformarem num verdadeiro 12º jogador.