Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Filemon minimiza ausências

Manuel Neto - 16 de Setembro, 2017

Palanquinos prometem equipa com postura lutadora em busca de três pontos

Fotografia: Vigas da Purificação | EDIÇÕES NOVEMBRO

Desfalcado de três jogadores importantes, Debele e Tobias, por lesão, e Manuel, a cumprir castigo federativo, a equipa do Kabuscorp do Palanca desloca-se à Lunda- Sul, ao encontro do Progresso local, com muitas cautelas para não ser surpreendido.

Não obstante as contrariedades, o técnico Romeu Filemon   minimiza a situação e revelou ao Jornal dos Desportos, que o plantel possui um leque de 23 atletas, por isso, defende ter soluções para suprir as ausências.

\" Lamentamos, pensamos ser uma situação controlável, porque o grupo possui atletas com capacidade para ultrapassar as contrariedades. Estou em crer, que os seleccionados não vão defraudar, a julgar pela importância que temos, em vencer este jogo\", explicou.

O treinador palanquino reconhece, que espera encontrar na Lunda- Sul uma equipa ferida no seu orgulho, e que tudo  faz para não descer de divisão. Nesta senda, acredita que o jogo de hoje não foge à regra.

\" É uma equipa que nos habituou a ver jogar bom futebol, embora, esta época esteja a viver alguns problemas, mas  sempre que pode, dá o ar da sua graça, sobretudo, nesta ponta final, em que a iminência de descer de escalão é cada vez mais evidente\", destacou.

Filemon está ciente, que os lundas a jogarem em casa, vão complicar ao máximo a equipa, ainda assim, mantém a crença na vitória. \" A jogar em casa, tenho a certeza que vai complicar-nos ao máximo, mas estamos confiantes\", sublinhou.

O técnico promete uma equipa com postura lutadora, e com atenção virada para o ataque, em busca de três preciosos pontos, para evitar qualquer surpresa.

\"Conversámos muito com os atletas, sobre o adversário. Por isso, o grupo está concentrado para lograr a vitória, apesar da expectativa em torno deste jogo\", avançou.

Questionado sobre a possibilidade de conquistar o título do Girabola, Romeu Filemon, com um sorriso, limitou-se a dizer que ainda não atiraram a toalha ao tapete, mas admitiu ser uma tarefa  difícil, a julgar pela pontuação das equipas que estão na liderança da prova.

\"Sabem, que o título não depende apenas de nós, mas  também das possíveis escorregadela das equipas do topo. Contudo, devo dizer, que as coisas complicaram-se, pelo facto de termos perdido jogos, teoricamente fáceis\", confessou.

Por último, realçou, que enquanto que for possível, vão acreditar. \"Vamos procurar ser mais eficientes, de forma a continuarmos esperançosos\", disse.