Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Firmeza militar

Jorge Neto - 15 de Abril, 2019

Campe�o volta a isolar-se na tabela de classifica��o do campeonato nacional

Fotografia: M. Machangngo | Edi��es Novembro

A experiência e o pragmatismo do 1º de Agosto foram fundamentais, para resolver o jogo ontem, ainda no primeiro tempo, diante do Saurimo FC, por 2-0, uma vitória que não sofre qualquer contestação e cimenta a liderança isolada dos tricampeões nacionais na tabela de classificação.A boa disposição com que a formação Lunda entrou no desafio causou algum desconforto aos militares, que tiveram de vestir o fato-macaco para mostrar quem mandava no estádio 11 de Novembro. 

Apesar de terem vivido uma semana atípica, não treinaram devido a grave por estarem há seis meses sem salário, os pupilos de Diogo Pedro  " Dione " souberam esconder muito bem esta fragilidade e chegaram a encostar às cordas o líder do campeonato nacional até bem próximo do final do primeiro tempo. Os militares tiveram uma contrariedade com a lesão de Buá, que cedeu o lugar a Dago, mas que veio dinamizar o ataque. 

Quando se pensava que os comandados de Dragan Jovic iriam dominar por completo a partida, apesar de Ivo Traça ter advertido na antevisão que previam muitas dificuldades, foram os visitantes que quiseram assumir as redes do jogo. Os rubro-negro despertaram nos últimos nove minutos do primeiro tempo, onde rubricaram dois jogos por Dago, aos 36´, estreou-se a marcar, e Mabululu aos 44´.No reatamento os militares entraram melhor, apesar da réplica dos visitantes, que não cruzaram os braços e tentaram chegar ao primeiro golo. Aos 68´, Mongo teve tempo para escolher o canto para rematar, mas quando fê-lo encontrou o corpo de um adversário que tirou a bola em cima da linha de golo.

O 1º de Agosto parecia estar satisfeito com o resultado e baixou a intensidade ofensiva, dando esperanças aos lundas que em alguns momentos criaram perigo à baliza defendida por Neblú, que ainda assim, conseguiu manter as suas redes intocáveis pelo quarto jogo consecutivo, após o castigo imposto pela FAF a Tony Cabaça. Porém, aos 79´, Mabululu foi egoísta, preferiu chutar quando tinha um colega em melhor posição, quando o guarda-redes já estava batido, e um defesa evitou o golo. Os agostinos tiveram ainda uma boa oportunidade para fazer o terceiro tento, mas Dago permitiu a defesa de Tony, já no período de compensação.