Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Fiston apto para o Benfica de Luanda

Paulo Calulo - 28 de Maio, 2015

O regresso em pleno de Fiston ao colectivo do Kabuscorp do Palanca a grande novidade

Fotografia: Jos Cola

O regresso em pleno de Fiston ao colectivo do Kabuscorp do Palanca é a grande novidade das sessões de treinos da equipa às ordens de Miller Gomes, antes da visita ao Benfica de Luanda, no jogo da última jornada da primeira volta do Girabola, agendado para sexta-feira, às 18h00, no estádio 11 de Novembro.

Ausente dos últimos três jogos da equipa, por força de uma lesão complicada na região do tornozelo direito, contraída no jogo frente ao Petro de Luanda, na 11ª jornada, o camisola 16 do vice-campeão nacional pode estar de regresso ao lote de convocados, caso o técnico assim entender.

Mais do que a vontade manifestada por Fiston em voltar a entrar nos titulares, ou na pior das hipóteses, constar apenas dos eleitos para o jogo com as águias, foi o nível físico espelhado pelo médio e capitão dos palanquinos na sessão de treinos de ontem à tarde, no estádio dos Coqueiros.

Se dúvidas ainda existissem em relação a total recuperação do influente jogador do Kabuscorp, olhando para os120 minutos de treinos realizados ontem, de forma intensa e sem limitações, estas (as dúvidas) acabaram dissipadas. O facto é que Fiston espelha estar já a 100 por cento da sua forma física, devendo mesmo ser a opção para formar parelha com Kibeixa na posição "cinco" da equipa.

Durante o treino de ontem foi visível a preocupação do técnico Miller Gomes com os aspectos do passe, posse e circulação de bola. E diga-se, nesse aspecto, que o treinador do Kabuscorp, tal qual um homem insaciável, não se cansava de puxar pelos seus jogadores, incitando-os à entrega e dedicação aos exercícios. O técnico dos palanquinos esteve praticamente incansável na missão de mostrar aos jogadores como deve ser feita a transição de jogadas.

A vertente da finalização foi outro dos aspectos que se viu do técnico palanquino a "rogar aos céus" para que o ataque não desperdice tantos golos. Miller Gomes espera que a facilidade de concretização de jogadas de finalização nos treinos sejam, também, um paradigma dos dias de jogos.