Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Formao do JGM do Huambo perde e pode dizer adeus ao Girabola

01 de Outubro, 2017

JGM do Huambo agora faz contas vida quanto a continuidade na primeira diviso

Fotografia: Vigas da Purificao

A Académica Sport Associação JGM do Huambo  ontem, em casa, limitou-se a ver a \"banda a passar\", ao consentir a derrota , por 0-3, diante do Progresso da Lunda Sul, perdendo assim a oportunidade de sair da 14ª para a 15ª posição da classificação do Girabola.
Pensava-se que o JGM, a jogar em casa, e sobretudo depois de ter recuado da desistência da prova, fosse entrar em campo com capacidade anímica para ganhar ao seu adversário, mas fez \"nada\" para isso.
A vitória do Progresso da Lunda Sul foi justa, foi a equipa que mais mostrou vontade de somar os três pontos, correu, rematou, quer na primeira quer na segunda parte do jogo e agora também soma os mesmos 23 pontos que o adversário de ontem.
A derrota de ontem do JGM pode mesmo significar já o \"adeus\" definitivo da prova, algo que não passava pelas ambições da sua direcção que apostou numa mescla de jovens e veteranos, muitos dos quais nunca disputaram o campeonato nacional de futebol da I divisão, onde inicialmente tinham apostado um orçamento estimado em trezentos milhões de kwanzas.
Em boa verdade, ainda sobra jornadas, mas já se pode dizer que, apesar de ilustre desconhecido, esperava-se que o JGM brilhasse no campeonato onde  estreou-se diante do campeão 1º de Agosto.
O conjunto definiu como meta a permanência na prova, tendo, por isso, optado em manter a base do plantel que disputou, em 2016, o torneio de apuramento.
Entre os 27 jogadores os destaques recairam para o avançado Dilma, o médio Guigui, os defesas Cristiano, Pick, Zé, Rafa e Luís, os únicos que já tinham competido na maior montra do futebol nacional, mas nada valeram para que representassem ( a par do Caála) da melhor maneira a  província do Huambo.