Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Gelson em seca

Jorge Neto - 13 de Junho, 2016

Atacante militar ambiciona facturar

Fotografia: M.Machangongo

O avançado Gelson, melhor marcador da equipa do 1º de Agosto e do Girabola Zap 2016, continua em branco pela segunda jornada consecutiva, mas está longe dos seus mais directos seguidores na artilharia do campeonato.Gelson não "facturou" no clássico com o Petro de Luanda, mas foi uma peça fundamental porque foi dos seus pés que saiu a assistência do único golo do desafio, ainda que em situação de fora de jogo, marcado por Isaac.

Depois de uma semana de dúvida em relação à sua presença na partida de sábado, devido a uma lesão, o artilheiro do campeonato com 14 tentos não foi letal como se esperava, mas deu trabalho aos centrais petrolíferos, principalmente, ao veterano N´tui Etah.Amido Baldé, avançado do Benfica de Luanda, é o segundo melhor marcador do Girabola Zap com cinco golos, e no plantel do 1º de Agosto Geraldo surge com quatro golos, atrás de Gelson.

A deslocação ao Dundo surge nas prioridades do avançado militar para regressar aos golos, para fechar com "chave de ouro" a primeira volta do campeonato, com uma média de um tento por jogo, foge à regra na maior prova do futebol nacional nos últimos tempos.Gelson apresenta números impressionantes, igualou neste momento os golos que consagraram Yano e Meyong como os melhores marcadores da competição, na época passada.O recorde de finalizações pertence ao antigo avançado do 1º de Agosto, Carlos Alves, com 29 golos, registados em 1980, ou seja, há 36 anos.

Militares estabilizam
sector defensivo


A equipa do 1º de Agosto manteve inviolável a baliza no sábado, pela segunda vez consecutiva, pode entender-se como estabilização do sistema defensivo, que sofria golos de forma regular em várias jornadas.Mantidas intocáveis as suas redes no dérbi com o Atlético Sport Aviação (ASA), para a 14ª jornada a quem venceu por 3-0, o conjunto militar continua na senda do clássico diante do Petro de Luanda, vitória igualmente por 1-0.

Apesar das oportunidades que os avançados petrolíferos tiveram, principalmente Job, para "bater" Dominique, o guardião militar e colegas da defesa mostraram-se  concentrados nos momentos decisivos para impedir que a bola violasse a sua baliza.O quarteto defensivo formado pelos defesas centrais, Dani Massunguna e Sargento, além dos laterais Isaac e Paizo, constituiram a base do esqueleto desse sector, onde também joga em algumas ocasiões o lateral esquerdo Fissy, em substituição de Paizo.

Dos jogadores que compõem o sistema defensivo militar destaca-se o facto de Dominique, Dani Massunguna, Sargento e Isaac serem totalistas, embora o capitão Massunguna seja o único que não terminou um dos desafios por sair lesionado.A aposta do técnico bósnio Dragan Jovic em relação aos  referidos jogadores, permitiu o regresso à consistência defensiva das três primeiras jornadas do campeonato, em que não sofreram golos, averbaram apenas vitórias com o Benfica de Luanda (2-0), Progresso do Sambizanga (3-0) e 4 de Abril (2-0).

Apesar da inviolabilidade que apresentou nas duas últimas jornadas, que não signifique que a defesa rubro -negra esteja totalmente isenta de erros e segura, pois em alguns momentos do jogo pareceu insegura, embora em grande parte também em função do meio -campo que perde alguma consistência defensiva, como ficou evidente no clássico diante do Petro de Luanda, principalmente, no segundo tempo.

LATERAL DIREITO
Isaac mostra veia goleadora


O lateral direito Isaac, do 1º de Agosto, mostra uma nova faceta na sua carreira, isto é, a de goleador. A atravessar um bom momento de forma, marcou no sábado no dérbi diante do Petro de Luanda, o seu terceiro golo no Girabola Zap 2016.Por ironia, o ex-jogador petrolífero, contratado em 2014,  marcou o golo da vitória no jogo contra os seus ex-companheiros e decidiu o resultado do desafio, quando se esperava que a glória pertencesse a Gelson ou Ary Papel.

Além de marcar o único tento do jogo, Isaac realizou uma boa exibição, onde não só defendeu como ajudou o ataque rubro -negro, na combinação de jogadas com Geraldo.Com o golo de sábado, o lateral direito juntou-se ao leque dos terceiros melhores marcadores da equipa com três finalizações, nomeadamente , Ary Papel e Ibukun, atrás de Geraldo com quatro e de Gelson que lidera com 14 tentos.

Era comum assistir o camisola 21, a subir pelo corredor direito e de seguida assistir  um colega ou mesmo cruzar para área, uma táctica que o jogador ao que parece, alterou em 2016. Agora, opta pelos remates à baliza, sempre que se encontre numa posição privilegiada dentro da grande área.O bom desempenho do lateral direito vem desde à época passada, que lhe valeu as chamadas constantes para os Palancas Negras, participou no CHAN deste ano e tem habitual presença entre os convocados de José Kilamba, na corrida para o CAN de 2017 no Gabão.A continuar neste ritmo, Isaac pode atingir números mais significativos, disputa com os seus companheiros o lugar de segundo melhor marcador da equipa, uma vez que o primeiro parece já ter "dono".     

PREPARAÇÃO
Agostinos atentos aos lundas 
     

O conjunto orientado pelo técnico Dragan Jovic viaja amanhã, às 12h00, para a província da Lunda Norte, para na quarta-feira às 15h30 enfrentar a formação do Sagrada Esperança, desafio de acerto ao calendário da 8ª jornada do Girabola Zap 2016.A equipa do 1º de Agosto optou por embarcar dois dias antes do jogo, para ambientar-se ao palco do importante desafio, onde pensa  "garimpar” três pontos e aumentar a vantagem para sete pontos sobre o segundo classificado, o Recreativo do Libolo.

Antes do embarque para o Dundo, os militares realizam hoje às 8h30, no ex-RI20, uma sessão de treinos para a recuperação física dos jogadores, após a folga de ontem, seguida de uma conferência de imprensa do lançamento ao jogo.A vitória conquistada no sábado ao rival Petro de Luanda, reforçou a motivação dos rubro -negros, que hoje de manhã vão apresentar-se galvanizados para o arranque de preparação com vista a deslocação à Lunda Norte.Os médios ofensivos Ary Papel e Ibukun devem retornar às corridas ligeiras, de modos a manter a condição física depois dos esforços suplementares a que foram sujeitos no clássico com os petrolíferos. Ary Papel foi poupado pela equipa técnica, saiu mais cedo do desafio substituído por Mingo Bile, aos 73 minutos, enquanto Ibukun foi opção durante o jogo.