Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Geraldo aponta regresso s vitrias

Jorge Neto - 22 de Julho, 2016

O mdio ofensivo do 1 de Agosto Geraldo disse que todos os jogadores esto focados no principal objectivo que ganhar

Fotografia: Jos Cola

O médio ofensivo do 1º de Agosto, Geraldo, disse ontem, que todos os jogadores estão focados no principal objectivo da equipa e por isso, a deslocação, amanhã, à província do Cuando Cubango, para enfrentar a formação do 4 de Abril e tem apenas um sentido, que é a vitória.

O jogador minimizou o empate diante do Progresso do Sambizanga na jornada anterior, fazendo fé de que tal resultado pode ser vantajoso nos momentos decisivos, em função do ponto conquistado.

"A minha disposição é boa, estou focado nos meus objectivos que é ser campeão este ano e acredito que podemos lá chegar. Viemos de um resultado que para muitos não é bom, mas podemos beneficiar dele lá mais à frente do campeonato. Temos agora o objectivo de ir jogar contra o 4 de Abril e ganhar o desafio", disse em conferência de imprensa no ex-RI20.

Os militares estão determinados em regressar às vitórias, pois como disse o jogador, "nós estamos focados no nosso objectivo, sabemos que o 4 de Abril vem de duas derrotas e vão querer ganhar, mas nós vamos lá para fazer o nosso dever de casa e sair com os três pontos", pontualizou.

Geraldo admitiu haver pressão neste desafio, embora considere que exista para ambos os conjuntos, em função da necessidade de pontuar. "Vamos fazer o nosso jogo, penso que a pressão está dos dois lados, com um pendor maior para eles, mas nós estamos à frente do campeonato e queremos ganhar para continuar na liderança", disse.

O segundo melhor marcador dos rubro e negros vê no Girabola Zap um  campeonato muito difícil, com características próprias e a ajuda dos seus colegas tem sido fundamental para que ele tenha uma boa adaptação.

"Para mim, é um campeonato muito difícil, muito duro, faz-se muitas faltas, às vezes desnecessárias. Achei que seria mais difícil, mas com a ajuda dos meus colegas estou a me adaptar bem. Além disso, joguei com muitos deles na Selecção Nacional e isso tem ajudado bastante", frisou.

Contudo, acrescentou que pode melhorar o seu desempenho nas jornadas que se seguem de modo a contribuir para que a equipa conquiste o campeonato.

"Espero adaptar-me ainda mais, porque acredito que posso dar ainda mais para a equipa e o próprio colectivo fazer melhor. Os nossos adeptos esperam que ganhemos o título, uma vez que há 10 anos  a equipa não o conquista e esse é o nosso grande objectivo", admitiu.


“Quero marcar doze como meta”

Os cinco golos marcados por Geraldo no Girabola Zap ainda não satisfazem o jogador que revelou ontem à imprensa que estabeleceu uma meta pessoal de 12 golos para a presente época.

O jogador considera ser um número ousado e de difícil alcance, por ser o seu primeiro ano na competição, mas não podia pensar de outra forma.
"Tenho como meta pessoal marcar 12 golos, mas é difícil porque é o meu primeiro ano neste campeonato. Acredito que tenho ainda muito para dar e espero que no próximo ano eu possa marcar mais", apontou.

Na jornada anterior Geraldo marcou um golo de cabeça, um facto que na sua opinião vai procurar aprimorar, porque não é muito habitual na sua carreira.

"Na minha carreira faço poucos golos de cabeça, é um aspecto que tenho de trabalhar mais e se puder fazer os 12 golos de cabeça não tem nenhum problema", perspectivou.

O reforço do 1º de Agosto garantiu estar a atravessar um bom momento de forma e vê as suas substituições durante os jogos como opções técnicas.

"Fiquei muito tempo sem jogar e a preparação física que fiz no Brasil acabou por perder o seu efeito. Mas hoje já consigo suportar mais os jogos a nível físico. talvez por uma questão táctica ou uma outra mudança técnica é que eu tenho sido substituído, porque fisicamente estou bem", concluiu. JN