Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Girabola pra para ver Palancas jogar

Betumeleano Fer?o - 22 de Julho, 2017

Competio interna observa nova pausa em face ao compromisso da seleco de honra Taa da Confederao, excepo feita ao embate

Fotografia: Jos Cola | Edies Novembro

Como acordado entre a federação e os clubes, o Girabola Zap pára por completo este fim de semana para dar exclusividade a segunda mão da preliminar para o CHAN entre as selecções de Angola e das Ilhas Maurícias. Sem a atracção do campeonato, os amantes do futebol nacional vão guardar as suas emoções para amanhã, no jogo que pode garantir a qualificação dos Palancas Negras.

A nova paragem do campeonato reuniu consenso entre todos, sendo este o motivo principal porque desta vez é incapaz de provocar um novo clamor, como aos poucos vem acontecendo por causa das constantes e longas paragens. O facto de a selecção ser orientada por Beto Bianchi, técnico que o ano passado criticou o marca passo do campeonato, faz com que muitos aproveitem relacionar o presente com o passado.

Por exemplo, quando anunciou os eleitos para as operações Cosafa e CHAN, o seleccionador chegou a ser questionado sobre o assunto, na resposta ele revelou que os angolanos foram “mal vistos” pela organização da prova regional que  “encarou como falta de respeito”, ver o país a ser representado pelos Sub-20.

Sem liberdade de escolha, o seleccionador dos Palancas Negras achou por bem aproveitar o anseio da Cosafa de ver Angola a participar com uma equipa mais forte para juntar numa só convocatória os atletas que iriam disputar a prova regional e logo a seguir a eliminatória do CHAN.

Ao contrário das vezes anteriores, os compromissos regionais e africanos da selecção nacional resultaram apenas numa paragem parcial do campeonato. A própria federação esclareceu que apenas os clubes com um mínimo de 3 atletas convocados é que teriam os seus jogos adiados, mas alguns clubes abrangidos nessa medida como o 1º de Agosto, que tem 4 na selecção, tomou a inédita decisão de continuar os seus jogos.

A semana estava para ser dedicada toda para o jogo de resposta da equipa nacional, mas uma excepção foi aberta com antecedência para que o Interclube e o Recreativo do Libolo entrassem em cena na véspera do compromisso internacional dos Palancas Negras.
O mútuo acordo entre os clubes feito com o beneplácito da federação também acabou por ser determinante para diminuir a carga de partidas em atraso dos dois contendores, que por razões diferentes viram alguns dos seus jogos a serem remarcados.

Os compromissos dos libolenses nas Afrotaças fizeram com que a equipa adiasse alguns jogos, para poder usar todas as suas energias em obter bons resultados na Taça da Confederação, excepção feita ao embate contra o Petro de Luanda, que teve de ser remarcado por causa do elevado número de atletas tricolores convocados para representar as cores nacionais.            
BF