Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Golos de Mabululu rendem pontos

24 de Novembro, 2018

Internacional leva dois tentos no presente campeonato nacional

Fotografia: Paulo Mulaza | Edies Novembro

Os dois golos marcados pelo avançado Mabululu ajudaram a render seis pontos à equipa do 1º de Agosto, na presente edição do Girabola Zap, contribuírem para as duas vitórias do conjunto militar, em três desafios disputados.
O jovem goleador tem a particularidade de adiantar a equipa no marcador, aconteceu no triunfo sobre o Desportivo da Huíla, por 2-0, na segunda jornada,  repetiu a proeza na  quinta-feira no jogo com o Atlético Sport Aviação (ASA), na vitória por 3-0, duelo que contou para a terceira ronda do campeonato.
Os militares ficaram em branco na primeira jornada com o Interclube, na segunda jornada, o médio Buá apontou o segundo golo.
Os golos de Mabululu foram suficientes para garantirem os três pontos aos tricampeões nacionais, nas duas partidas, confirmam o seu bom início de época, deixa claro que não foi contratado pelo 1º de Agosto para ser um suplente.
O camisola 26 está decidido a tirar a “maldição” deixada por Gelson Dala, aos avançados que utilizaram o número, após à sua saída da equipa. Rambé e Razaq são os jogadores que usaram o número e ficaram no clube só por uma época.
Mabululu foi contratado ao Domant FC do Bula Atumba, no fim da época passada, está a justificar com golos, além de marcar presença habitual nas convocatórias da selecção nacional. O jogador está a ser a opção inicial do técnico sérvio Dragan Jovic nas primeiras jornadas, está a ganhar concorrência em relação ao avançado congolês democrático Jacques.
Mabululu é o reforço que mais se destaca nesta altura, apesar de ter menos minutos em campo que Ary Papel. Ainda assim, tem mais tempo do que o avançado brasileiro Aquino, estreou-se a marcar na quinta-feira, deixou muito boas referências. O defesa -central congolês democrático, Bobó, completou a mini-goleada, frente aos aviadores.
Os outros reforços, o lateral esquerdo Zé e o médio Nandinho ainda não têm qualquer minuto em campo, aguardam por uma oportunidade, num plantel em que a concorrência é muito forte,  certamente são jogadores com que o técnico Dragan Jovic conta para mais uma provável longa época para os tricampeões nacionais, a julgar pelas três competições em que estão inseridos, Girabola Zap, Taça de Angola e Liga dos Clubes Campeões Africanos.

Militares focados na recepção ao Otôho

Depois da vitória com o Atlético Sport Aviação (ASA) na quinta-feira,  a contar para a terceira jornada do Girabola Zap 2018/2019, a equipa do 1º de Agosto está focada na recepção ao AS Otôho da República do Congo, na quarta-feira às 16h00, no Estádio 11 de Novembro, desafio da primeira mão da eliminatória de acesso à fase de grupos da Liga dos Clubes Campeões Africanos.
O triunfo sobre os aviadores aumentou a motivação dos rubro -negros, que entram para a competição que bem conhecem, mas ao mesmo tempo é de má memória, tendo em conta a arbitragem tendenciosa de que resultou a eliminação, nas meias-finais, pelo actual campeão africano, Esperance de Tunis.
A formação do rio seco com um novo técnico, que regressa à casa, o sérvio Dragan Jovic rendeu o seu compatriota Zoran Maki, tem a responsabilidade de fazer igual ou melhor,  em relação a época anterior, em que fez uma trajectória de realce, aliás, a melhor da sua história nesta competição.
A equipa técnica agostina tem algumas informações relativamente ao seu adversário, o factor casa deve ser determinante, dado que no jogo de resposta antevê-se que as dificuldades sejam redobradas.
Nos três jogos disputados no campeonato nacional, os militares marcaram cinco golos e mantêm a baliza inviolável, um registo que pretendem levar para a prova da CAF, ou seja, ganhar o desafio sem sofrer tentos.
O adversário não pertence às equipas de elite do continente, certamente tem os seus objectivos bem traçados, daí todas as cautelas serem poucas para o tricampeão nacional, que com o brilharete na edição passada nesta prova, ficou mais exposto e é um alvo a abater pelos opositores, que tiver pela frente.