Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Hino ao futebol

Avelino Umba - 23 de Agosto, 2015

Petro de Luanda e Recreativo do Libolo repartiram pontos ontem na partida de maior destaque da vigsima terceira jornada

Fotografia: Santos Pedro

Num jogo bastante emotivo, muito disputado e com excelentes recortes, com os dois contendores fazerem jus aos seus estatutos na prova, Petro de Luanda e Recreativo empataram ontem a uma bola, na partida de maior destaque da jornada.

As duas equipas entraram com objectivo de conquistar os três pontos, sobretudo, do lado da equipa da casa que manifestou logo a partida a intenção de conquistar os três pontos.

Ainda assim, a equipa orientada por Alexandre Grasseli só pode queixar de si mesmo, pois, os primeiros minutos, diga-se a bom da verdade, pertenceram aos tricolores que entraram determinados.

A passagem do minuto 3', Job assistiu Jiresse, que de cabeça criou um calafrio ao guarda-redes  do Libolo, mas a bola passou por cima da baliza.

Com maior volume de jogo para o Petro, bem apoiada pelos seus adeptos, as oportunidades não eram bem aproveitadas com Duarte e Job a criarem muitos calafrios para o Libolo.

Aos 13' o Libolo por intermédio de Diawara, dentro da grande área tinha tudo para marcar, mas o remate foi frouxo com o Dani a chegar atrasado na tentativa de finalizar sem grande sucesso.

Com o campo mais inclinado para o lado do líder do Girabola, Job aos 18' voltou a perder uma soberba oportunidade. E para não  dois minutos depois voltou a falhar.

Diawara, na transformação de um livre directo, quase que marcou, mas a bola preferiu beijar o poste direito da baliza de Gerson.

Na resposta, Brito aos 24' Brito na pequena área esteve próximo de fazer sorrir o público de Libolo, mas o seu cabeceamento levou a bola para fora da baliza. A partida tornava-se ainda mais emotiva, mas as oportunidades criadas não eram traduzidas em golo.

No reatamento, as duas equipas entraram com o mesmo onze, ou seja, sem mexidas no onze inicial, com a equipa da casa a reiniciar bem e Job a levar perigo a baliza contrária, após a marcação de uma falta.

E como quem não marca sofre, o Petro sofreu e bem sofrido o golo, quando aos 54' numa jogada que começa no meio campo, Carlitos ganhou a linha do fundo, cruzou para o segundo e o Dani no sitio certo bateu Gerson.

O golo não abalou a estrutura mental do Petro, que de imediato foi em busca da igualdade e criou mais algumas oportunidades, mas sem êxito.

O momento do jogo aconteceu aos 81' numa jogada que começa pelo Job, que assiste Balakai, e este com um toque de calcanhar repõe a verdade no estádio 11 de Novembro, com um golo que levantou o público presente no estádio.


DECLARAÇÕES

Alexandre Grasseli
Petro

“A equipa sai de cabeça erguida”

“Quero parabenizar os jogadores do Petro e os adeptos pelo apoio, a forma como acreditaram na equipa até ao final da partida e a confiança de demonstraram. Criamos soberanas oportunidades no primeiro, mas não marcamos. A equipa sai deste jogo de cabeça erguida por tudo que fizemos ao longo da partida, num jogo bastante complicado frente a um adversário difícil”.


João Paulo Costa
Libolo

“Mostrámos carácter e atitude”

“Foi um jogo bastante emotivo em que criamos muitas oportunidades. Na segunda parte a única vez que o Petro vai a nossa baliza faz um golo. Paciência é o futebol. a minha esteve muito bem, teve atitude e carácter. Vamos continuar a nossa caminhada para atingirmos o nosso objectivo. Ainda faltam sete jogos e vamos continuar a fazer o nosso trabalho”.


MELHOR EM CAMPO

Job o guerreiro
petrolífero

Se em algumas partidas, nem sempre a equipa que joga melhor ganha, Job, apesar de não marcar foi o melhor jogador em campo. O jovem esteve ao longo de toda partida. Jogou bem serviu os seus colegas com alguma perfeição e teve cinquenta porcento da sua impressão  digital no golo que resultou no empate da sua equipa.


ARBITRAGEM

Trabalho isento

A equipa de arbitragem esteve bem e foi isenta ao longo da partida. Em termos disciplinar esteve impecável e controlou o jogo de princípio ao fim, e não deixou máculas na partida com trabalho que não teve qualquer influência no resultado.