Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Histrico motiva Kabuscorp

Paulo Caculo - 17 de Julho, 2015

Historial de confrontos entre Kabuscorp e Libolo alimenta os prognsticos do desfecho da partida em que cada uma das equipas vai procurar ganhar para subir na tabela classificativa

Fotografia: Jos Cola

O histórico de jogos entre o Kabuscorp e o Libolo, disputados em Luanda, confirma uma superioridade da equipa da casa. Nas sete visitas efectuada pelo conjunto de Calulo ao confrade do Palanca nos últimos oito anos de Girabola, em apenas duas ocasiões conseguiu lograr o triunfo, tendo perdido três partidas e empatado outras duas.

Ainda que estes registos sirvam apenas como memória que ajudem a alimentar os prognósticos, o conjunto às ordens de Miller Gomes espera que esta tendência de resultados positivos venha a manter-se nesta segunda volta do campeonato, em que a equipa do Palanca precisa bastante de recuperar pontos, na luta desenfreada pela recuperação da liderança.

Diante do actual líder do campeonato, o Kabuscorp venceu por 2-1, nas épocas de 2010 e 2011, e por 1-0, no Girabola de 2013. Este ano, na primeira volta, em Calulo, houve uma igualdade a duas bolas, em jogo referente à 2ª jornada da competição. Já o Libolo chamou a si os triunfos na 29ª jornada da época 2009, por 0-1, e na 5ª jornada do Girabola do ano 2012, por 1-2.

Como facilmente se pode depreender, nem por isso a equipa do Cuanza Sul tem sido uma "pêra-doce" para o conjunto de Luanda, sobretudo a julgar pela margem mínima de vantagem de vitórias, embora muito bem conseguidas pelos palanquinos, na recepção aos libolenses. Ainda assim, pode-se acreditar que o Kabuscorp tem feito cumprir, quase em pleno, a velha máxima que sobrevive no futebol, segundo a qual "em casa mandamos nós".

Nas duas únicas ocasiões em que o dérbi entre palanquinos e libolenses encerrou com igualdade, o resultado traduziu-se em nulo, facto que ajuda, também, a compreender os níveis de dificuldades que obrigam as duas equipas em tais desafios. Estes empates registaram-se em 2008 e 2014, nas 12ª e 23ª jornadas, respectivamente.

APOSTA NO TRIDENTE
A presença de um trio de “luxo” no Kabuscorp (Lami, Mpele Mpele e Meyong), este último o melhor marcador da equipa palanquina e do Girabola das últimas duas épocas, pode ser um “abono de família” dos donos da casa. Aliás, deste tridente ofensivo tem dependido as brilhantes exibições conseguidas pelo conjunto do Palanca no campeonato nacional.


Libolo
Reforço do Campeão
promete dar alegrias


O extremo esquerdo luso-caboverdiano Armindo Furtado "Brito", contratado pelo Recreativo do Libolo para a segunda volta do Girabola, iniciada no passado dia 10, manifestou satisfação por vestir a camisola do clube com vista à revalidação do título.

Falando à agência Angop ontem, no final do treino da sua equipa, "Brito" assegurou estar preparado e motivado para fazer a sua estreia. “Estou a trabalhar com muita determinação e garra para poder ajudar o meu clube a conquistar o maior número de pontos possíveis nesta fase do Girabola de 2015 e revalidar o campeonato nacional de futebol em sua posse”, disse o jogador.

O extremo salientou que o Recreativo do Libolo possui uma equipa forte, com bons jogadores capazes de oferecer ao clube e adeptos mais um título. Quanto ao seu enquadramento no plantel, garantiu que está a correr com normalidade.

“Estou a trabalhar com a equipa há algum tempo e a adaptação está a decorrer bem, visto que encontrei alguns atletas que jogaram em várias equipas em Portugal”, frisou "Brito". O jogador sublinhou que "o mais importante é trabalhar" e prometeu fazer o seu melhor e conseguir um espaço na equipa.
Armindo Rodrigues Mendes Furtado "Brito" nasceu a 16 de Novembro de 1987, em Moita (Portugal). Apesar disso, representa Cabo Verde.

O jogador de 178 cm e 73 kg actuou sempre em Portugal, tendo passado sucessivamente pelo Quintajense, no Barreirense em 2008 e 2009, no Lagos em 2010/2011 e 2012, no Torreense em 2013, no Gil Vicente em 2014 e no Boavista em 2015.


PREPARAÇÃO
“Onze” está quase definido


O Kabuscorp volta a trabalhar esta manhã, às 9h30, no relvado adjacente ao estádio 11 de Novembro. Desta sessão de treinos Miller Gomes pode deixar claro o grupo de jogadores que devem dar corpo aos titulares para o jogo com o Libolo, agendado para domingo, às 16 horas, no estádio da Cidadela.

À semelhança da preparação de ontem, em que o treinador do Kabuscorp aproveitou para "sacar" novas e importantes ilações sobre a movimentação colectiva e individual da equipa, por intermédio da habitual peladinha, em que os jogadores exercitaram as jogadas ensaiadas, a posse e troca de bola e a finalização.

Quanto ao provável "onze", é quase uma certeza que Mário vai ser o titular na baliza, devendo o guarda-redes da Selecção Nacional contar com os apoios de Silva e Borges no eixo defensivo e de Lunguinha e Panilson nas laterais. Partem em vantagem de povoar o meio-campo Kibeixa e Fiston nas posições mais recuadas e Lami, Mpele Mpele e Dax ou Mano nos sectores mais avançados. Já para o ataque, Patrick pode ser a opção inicial.

Miller Gomes sempre nos habituou a discursos cautelosos, porque defende que não existem jogos fáceis, razão pela qual tem passado para os seus jogadores a mensagem da obrigação de manterem, no embate com o Libolo, a mesma postura de sempre, privilegiando a boa circulação de bola, o futebol intenso e as rápidas transições da defesa ao ataque, com engodo para a baliza. O treinador do Kabuscorp promete falar hoje aos jornalistas, no final da sessão de treino.
PC