Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Ian bakala regressa ao 1 de agosto

Betumeleano Ferro - 10 de Março, 2010

Jogador que representou o Kabuscorp do Palanca em 2009 s poder ser inscrito na 2 volta do campeonato

Fotografia: Jornal dos Desportos

O ditado "há males que vêm para bem" fez ontem o médio Ian Bakala voltar a sorrir, pois, existem fortes possibilidades do internacional zambiano ainda poder representar esta temporada o 1º de Agosto.A direcção militar queria colocar o jogador a actuar por empréstimo numa equipa do Girabola, como sucedeu o ano passado quando representou o Kabuscorp do Palanca, mas não conseguiu encontrar nenhum emblema interessado.

 Por esta razão, o atleta regressou a casa com a perspectiva de conseguir uma vaga no plantel rubro-negro, como garantiu ao "Jornal dos Desportos" o técnico Ljubinko Drulovic."Agora tudo dependerá apenas do próprio jogador, ele ainda tem contrato com o clube, então, terá direito a todas as oportunidades de conseguir um lugar, como qualquer outro jogador que já trabalha connosco desde o início da temporada", reafirmou o técnico militar.

Em princípio, a espera por Ian Bakala deverá demorar até o término da primeira volta do Girabola, quando reabrir o novo período de inscrição de atletas, o primeiro encerrou em Fevereiro, prometeu Ljubinko Drulovic. Durante os vários meses em que estiver a se treinar à experiência o técnico faz votos sinceros para que o médio Bakala aproveite esta oportunidade para provar que merece vestir novamente a camisola rubro-negra.

QUALIDADE

Embora o plantel militar esteja "repleto" de vários centro-campistas, Roger, Castigo, Pascal, Manucho, Chileshi e Stélvio, só para citar estes, o técnico Drulovic deixou ler nas entrelinhas que pretende acrescentar mais qualidade ao seu miolo.

Ele nunca antes tinha visto o médio Ian Bakala em acção, mas já reuniu algumas informações sobre as suas qualidades, por conseguinte, pretende estar atento ao desempenho do jogador zambiano para decidir bem na hora exacta.

"Hoje (ontem) foi apenas o primeiro treino do Bakala, vamos continuar a dar-lhes todas as oportunidades necessários, se vai ficar ou não, tudo dependerá dele", rematou Ljubinko Drulovic.

Treinador militar pede
mais empenho dos atletas


A transfiguração sofrida pelo 1º de Agosto nas duas últimas jornadas do Girabola está a deixar inquieto o técnico Drulovic. Sem rebuços, ele garantiu que a sua equipa está a perder o fulgor do promissor bom início de época, motivo suficiente para exortar os jogadores a meter a mão na consciência, enquanto ainda é dia, senão as coisas podem fugir rapidamente do controlo.

Os desaires consecutivos sofridos pelos militares resultaram na perda de seis importantes pontos, todos eles diante de adversários que pareciam ser acessíveis, para desagrado do timoneiro rubro-negro. Por alguma razão que ele ainda não conseguiu compreender, a equipa parece ter sofrido um bloqueio mental, a julgar pelas baldas que evidencia em campo.

"Os adversários tiveram mérito em vencer, mas também é importante realçar que nunca mais fomos capazes de igualar os níveis competitivos que demonstramos nos três jogos diante do Petro de Luanda", esclareceu ele.

A paragem do Girabola pode ser um bom aliado para o 1º de Agosto, "este interregno chegou em boa altura para nós, estou muito satisfeito com isso", realçou Ljubinko Drulovic. Durante uma semana ele prometeu trabalhar arduamente para devolver a confiança competitiva que deixou perder algures, depois de subjugar o rival tricolor.

Os militares estão a quatro pontos da liderança, mas estão a engatinhar no Girabola, têm três pontos somados, média de um por jogo. Esta situação coloca o 1º de Agosto sob a obrigação de começar a lutar muito cedo contra o desperdício. Assim, Ljubinko Drulovic espera que as derrotas sirvam de lição para a sua equipa e que se acerta o passo agora, pois, o título pode virar uma miragem mais tarde.


Sigesp realiza excursão
em apoio aos tricolores


A Sociedade de Investimentos e Gestão de Participações Sociais "Sigesp", empresa gestora dos activos do Petro Atlético de Luanda, vai realizar de 19 a 21 do corrente, uma excursão à Casablanca, Marrocos, cidade em que a sua equipa principal de futebol vai jogar à primeira-mão da segunda eliminatória de acesso à fase de grupos da XIV edição da Liga dos Campeões Orange CAF 2010, faz saber um comunicado de imprensa chegado à nossa redacção.

O pacote da excursão está avaliado em USD 1.400.00, geral, com benefício de desconto de USD 100.00 para os sócios ouro, conforme faz menção o comunicado assinado pelo seu administrador executivo da Sigesp, Gabriel Armando Deolinda, enviado ao nosso jornal.

Para o efeito, os interessados em se deslocarem à Casablanca para apoiarem o campeão nacional e conhecerem algumas maravilhas marroquinas, deverão contactar a área de tesouraria do clube tricolor, no Eixo Viário, até ao próximo dia 15 do corrente, devendo fazer-se acompanhar do passaporte válido para a obtenção do visto, duas fotografias tipo passe, fotocópia do bilhete de identidade e cartão de vacina.

O valor da excursão (USD 1.400.00) contempla o transporte local (Casablanca), aeroporto hotel estádio  e vice-versa, alojamento individual com o pequeno-almoço (hotel de quatro estrelas) e garantia de ingresso no Complexo Desportivo Mohamed V para presenciarem o jogo entre o Raja de Casablaca e o Petro de Luanda.

A saída de Luanda para Casablanca (Marrocos) acontece às 7h00 do dia 19 do corrente, em voo da Sonair (chek in às 5h00), enquanto o regresso está marcado para o dia 21 (após o jogo), às 22h00, sendo o chek in às 20h00.

Antigo árbitro angolano
pode ser instrutor da CAF 
  

O ex-árbitro de primeira categoria nacional de futebol de Angola, Muanza Romano, vai frequentar um estágio para instrutores da Confederação Africana da modalidade (CAF), de 25 de Abril a 01 de Maio próximo, na cidade do Cairo (Egipto), apurou ontem a Angop de fonte federativa.

A acção formativa, segundo a mesma fonte, a cargo do órgão reitor do futebol africano, contará também com presenças de outros instrutores do continente.Muanza Romano é membro do Conselho Central de Árbitros de Futebol de Angola (CCAFA).