Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Ibukun acelera trabalho no ginsio

Jorge Neto - 29 de Junho, 2017

O camisola 10 ainda fez o ltimo jogo diante do Kabuscorp do Palanca na 15 jornada

Fotografia: Jornal dos Desportos

O nigeriano ainda não recuperou da lesão e está a trabalhar no ginásio complementando com ligeiras corridas no campo.

O atleta que cumpre o quarto ano a representar as cores rubro-negras intensifica nesta altura a sua recuperação para regressar ao colectivo, depois de estar afastado desde o final da primeira volta.

O camisola 10 ainda fez o último jogo diante do Kabuscorp do Palanca na 15ª jornada e desfalcou a equipa nas duas rondas anteriores frente ao JGM (0-4) e ao Recreativo da Caála (0-0).

Esta época Ibukun tem sido assolado por constantes mazelas, que tem o afastado dos campos. Depois da lesão no pé, queixou-se de dores na coxa, de seguida o joelho, o atleta está neste momento a ressentir das referidas lesões.

O nigeriano é uma das peças importantes na manobra da equipa liderada pelo bósnio Dragan Jovic e joga preferencialmente na zona central do meio-campo, onde a par de Buá têm a missão de construir o jogo ofensivo dos campeões nacionais.

Durante a sua ausência foram utilizados Macaia e Medá, dois jogadores contratados para reforçar o conjunto militar este ano e têm transmitido confiança a equipa técnica, mais um motivo pelo qual Dragan Jovic rejeitou a ideia de adiar os seus jogos, por ter cedido quatro jogadores a Selecção Nacional.

Os agostinos mantêm a postura de continuar a jogar, com o objectivo de dar ritmo competitivo aos seus jogadores, evitando deste modo uma nova paragem, apostando no plantel que tem a disposição. Ontem, de manhã, no campo do ex-RI20 a equipa retomou a preparação para recepção aos proletários, após a folga de terça-feira.

A correcção dos erros cometidos diante do Recreativo da Caála, sobretudo, na construção das jogadas ofensivas e a finalização, dominaram a sessão de modos a encararem o 1º de Maio com a maquina afinada.

Nos dois jogos desta segunda volta os militares marcaram quatro golos, curiosamente todos numa única partida, facto de denota alguma oscilação ofensiva do ataque.A equipa técnica está atenta a este pormenor, sabe que não existem dois jogos iguais e acredita que os jogadores terão um desempenho diferente no domingo, apostando na pontaria de Geraldo, Guelor, Rambé e Diogo Rosado.