Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Iliev preocupado com o ataque

Valdia Kambata - 20 de Maio, 2015

Interclube trabalha para regressar s vitrias j na deslocao ao Bengo um adversrio que atravessa uma fase critica na prova

Fotografia: Jos Soares

O técnico do Interclube, Ilian Iliev, manifestou a sua preocupação pela fraca produtividade do sector atacante nos últimos jogos.

O treinador  e seus colaboradores estão inconformados devido a falta de golos, apesar das oportunidades criadas. Para colmatar esse défice, a equipa técnica está a intensificar a preparação no sentido de melhor a finalização.

 A postura dos jogadores desse sector crucial para qualquer equipa, tem sido fraca.

Os 15 golos apontados constitui uma safra que não vai ao encontro da capacidade ofensiva que apresentam ao longo das partidas.

A prestação dos polícias no ataque, está  aquém dos objectivos traçados e a inquietação de Iliev assenta nos atletas dessa posição, que têm sido perdulários no momento da finalização. Apontados como o elo mais fraco no plantel do Rocha Pinto, as atenções desta semana de estão centradas nos avançados.
 
O Jornal dos Desportos apurou, que o jogo frente ao Domant FC pode servir de teste para avaliar o grau de interpretação e a capacidade dos atacantes em dar a volta às adversidades nos momentos cruciais.

Existe por parte dos técnicos, o cuidado para que a equipa melhore, pois, a falta de eficácia na finalização está a comprometer a campanha da equipa. Por isso, sem descurar os outros sectores, os atacante vão merecer uma atenção especial.

Depois de perder a liderança na prova, perder o estatuto de comandante e quedar-se na quinta posição, a sirene de alerta tocou no estádio 22 de Junho. Para quem comandou o “pelotão” durante dez jornadas, os últimos resultados são um golpe duro para os objectivos da equipa.

A estatística demonstra, que a safra dos polícias foi melhor no período de bonança, em que foram donos e senhores do Girabola. Não foi por acaso, que nas primeiras quatro jornadas da prova, a equipa detinha um dos melhores ataques, em quatro jogos marcaram dez golos.

A inquietação da equipa técnica, prende-se ao facto de quando o Interclube começou a claudicar e a descer  degraus, os atacantes deixaram de visar a baliza contrária. Nas últimas oito jornadas, os avançados marcaram quatro tentos, o que mostra o mau período que atravessam.

No final do jogo diante do Desportivo da Huíla, em que voltaram a perder pontos em casa, o técnico Ilian Iliev foi peremptório em afirmar que tudo tem sido feito na preparação para melhoria da finalização, mas a equipa não tem sabido reagir durante os jogos.

“Temos trabalhado muito neste aspectos. Se repararem bem, criamos muitas oportunidades, infelizmente, não conseguimos concretizar. Vamos insistir com os nossos jogadores e ver o que realmente se passa” salientou o técnico agastado com a prestação dos atacantes.


ROCHA PINTO
Técnico mantém
discurso optimista


Ilian Iliev reconhece que o momento que a sua equipa atravessa não é dos melhores, ainda assim acredita na inversão do quadro. O técnico do Interclube admite que situações do género acontece em qualquer equipa, mas está confiante em dias melhores.

Para o jogo da jornada catorze frente a um adversário que está a fazer a travessia do deserto, o búlgaro está a preparar os policias para realizarem uma operação eficiente.

O JD, constatou nas sessões já realizadas esta semana, que o plantel está ciente das suas responsabilidade e estão mentalizados que a vitória é o único resultado que pode devolver o prestígio e o respeito ao grupo.

A prontidão que Iliev está ao incutir aos seus atletas, deixa antever  que os polícias vão ao Bengo com a operação bem planificada e evitar qualquer surpresa já que o Domant atravessa uma fase critica e quer de certeza começar uma nova era.

De resto, a julgar pelo percurso dos dois conjuntos nas últimas jornadas, o jogo é de capital importância para relançar o objectivo que as duas equipas traçaram para esta temporada.


22 DE JUNHO
Polícias ensaiam rigor técnico e táctico


O jogo frente ao Domant FC, último classificado do campeonato nacional, está a ser encarado pelo plantel do Interclube, como a partida que pode marcar a viragem na competição.

A equipa volta a trabalhar hoje, a partir das 8h30, com a mesma intensidade para regressar às vitórias. Não obstante, a fase menos boa que atravessa, a motivação do grupo é das melhores e os polícias pretendem efectuar uma ronda tranquila no Bengo.

Ontem, a equipa voltou a trabalhar no período da manhã, no complexo 22 de Junho, os aspectos técnicos e tácticos, para correcção e melhoria dos jogadores em campo.

O treinador  não abdicou dos seus métodos e estratégia. No sector atacante, foi visível a intenção e a necessidade de operar algumas mexidas.
Para surpreender o adversário, os polícias estão a ensaiar um esquema táctico, em que criaram zonas de marcação individual forte, com rápidas transições para o ataque.

A para disso, o grupo efectuou corrida com bola controlada, ensaiou contra-ataques e realizou um jogo com utilização de metade do campo, em que foi visível a insistência dos atletas com remates à baliza a curta e meia distância, bem como procurou dar um maior entrosamento entre os sectores, com vista o jogo de sábado diante  do Domant Futebol Clube de Bula Atumba.