Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Interclube procura reforos

Valdia Kambata - 18 de Junho, 2016

Nuno Martins mantm confiana numa boa prestao da equipa na ltima parte do Campeonato Nacional

Fotografia: Jornal dos Desportos

A equipa do Interclube vai apresentar reforços com bastante qualidade na segunda volta do Girabola Zap 2016. A garantia foi dada ontem pelo director para o futebol do clube, Nuno Martins, em entrevista ao Jornal dos Desportos, quando fazia o balanço da prestação da equipa no primeiro turno da competição.

"Neste momento estamos a acertar os pormenores e penso que brevemente poderemos  anunciar os reforços, que vem para ajudar o clube a atingir os seus objectivos na época futebolística", disse.

Sem avançar nomes, os jogadores a contratar, segundo Nuno Martins, estão a ser sondados no mercado interno e no estrangeiro.

"Estamos a fazer uma avaliação do mercado. Podem vir do estrangeiro como do mercado interno. Em Angola, temos acompanhado alguns atletas que jogam no Girabola e, portanto, está tudo dependente daquilo que nós achamos que são algumas falhas que encontraremos ou não. Está sempre muito dependente da avaliação feita pela nossa equipa técnica, mas posso dizer que podem também vir  jogadores do estrangeiro", referiu.

Quanto aos sectores da equipa a serem reforçados na segunda volta,  o director para futebol do Interclube apontou o meio-campo como a zona  que deve ser  preenchida, em  função das  saídas, pois o Interclube não vai contar com Dax, Nandinho , História e Abianda, devido ao baixo rendimento ao longo da primeira volta do Girabola Zap.

"Como  todo mundo  teve oportunidade de ver, os respectivos jogadores (Nandinho, Dax, História e Abianda) não estiveram  bem, por isso a sua desvinculação do clube. Embora muita gente não tenha  compreendido estas dispensas, basta ver os minutos de jogo de cada um, por isso houve a necessidade  da equipa técnica prescindir dos préstimos deste  jogadores", sublinhou. 

Questionado sobre o que poderá ser a segunda volta do campeonato, Nuno Martins assegurou que embora o 1º de Agosto esteja a embalar, ainda é muito cedo para se fazer qualquer  juízo.

"O campeonato está  muito competitivo  e por isso acredito que a  segunda volta vai ser muito difícil. Vimos no campeonato português, onde o Benfica  recuperou oito pontos  de diferença e foi campeão. Aqui a diferença pontual não é muito grande  e acredito que as equipas vão lutar muito e que segunda volta vai ser extremamente difícil", sustentou.

Outro factor  que faz  com que a segunda volta seja bastante  difícil , segundo Nuno Martins, tem a ver com a outra  competição, ou seja, a Taça de Angola.

"Nesta altura os clubes  vão ter que fazer grande gestão dos seus plantéis, pois está aí a Taça de Angola, para dificultar mais  ainda a segunda  volta  do Girabola Zap", reforçou.

O Interclube ocupa o quinto lugar da tabela de classificação com 25 pontos.


AVALIAÇÃO
“Primeira volta
 foi positiva”


O director para futebol do Interclube, Nuno Martins, mostrou-se satisfeito com o desempenho da equipa na primeira volta do Campeonato Nacional de Futebol da Primeira Divisão, Girabola ZAP. O dirigente dos polícias admite que os 25 pontos somados, fruto de sete vitórias, um empate e cinco derrotas, em 15 jogos, transmitem a ideia de que a equipa trabalhou bem para cumprir com os objectivos traçados.

"Podemos dizer que foi uma primeira volta positiva, pois conseguimos vencer  os nossos  principais  adversários na luta pelo mesmo objectivo, e mostramos que estamos  vivos  e cheios de força para poder enfrentar qualquer equipa no campeonato", disse. 

Não obstante a equipa ter feito bons resultados diante  dos  "chamados grandes", os polícias desperdiçaram pontos com equipas que lutam pela permanência, facto este lamentado por Nuno Martins.

"Essa realmente foi a parte negativa da nossa  campanha na primeira volta do Girabola Zap. Fizemos bons  jogos  com as  equipas grandes, mais nalguns  momentos perdemos pontos com equipas  pequenas,  como  o Porcelana FC, 1º de Maio de Benguela, entre outras,  e isso atrasou muito a corrida aos  lugares cimeiros", salientou.

Quanto  aos objectivos traçado pela  direcção  da equipa  no início  da época, que passam pela conquista do Girabola Zap, Nuno Martins  foi categórico:  "Temos tudo para poder atingir os nossos objectivos. Estamos  na luta  e temos  um plantel com grande capacidade  para poder  atingir  este  objectivo , por isso, continuamos a acreditar  que podemos  chegar lá, embora  o 1ºde Agosto, verdade se diga , está  a fazer uma  boa temporada, tanto os treinadores, como dirigentes, estão  bem e a liderar o campeonato , mas nós também  estamos  na luta com toda naturalidade", disse.
VK