Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Interclube quer manter circulo vitrioso

19 de Maio, 2016

Polcias apostam na prontido para evitar perda de pontos e reduzir a vantagem em relao ao lder

Fotografia: Jornal dos Desportos

Apostado em inverter o resultado dos últimos embates, o Interclube está a preparar a visita ao 1º de Agosto com a determinação de vencer para manter o ciclo de vitórias e reduzir a vantagem pontual entre os dois conjuntos.

Para materializarem o objectivo, os polícias realizaram ontem um amistoso com o FC Bravos do Maquis, em que aproveitaram para ensaiar o melhor sistema táctico para anular as investidas militares.

A formação do Rocha Pinto que tem mostrado eficiente no ataque e bastante seguro no sector defensivo, venceram os maquisardes por 3-0, com golos de Moco, Nandinho e Paty.

A equipa técnica foi muito interventiva ao longo da partida, na correcção sempre do posicionamento dos jogadores, o que demonstra uma certa inquietação em relação ao comportamento da equipa.

Em jeito de avaliação do jogo de preparação de antecâmara para o dérbi, o técnico -adjunto, José Luís Borges, assumiu que muito ainda tem de ser feito, mas os atletas assimilam aos poucos as orientações da equipa técnica.

"Não digo  tudo está como queremos, mas posso adiantar que os jogadores estão a interpretar bem a estratégia, o que nos deixa satisfeitos. Se todos assimilarem correctamente as orientações, então podemo- nos sentir à vontade", revelou.

As falhas que se verificaram na finalização das oportunidades criadas no jogo com o Benfica de Luanda, foi uma das principais preocupações dos técnicos.

Em função da entrega, alguns jogadores mostraram  serviço, muita qualidade e dedicação, deixaram um recado aos treinadores de que podem contar com eles para o que der e vier, atitudes que dignificaram o jogo amistoso.

" O mais importante não foi a vitória, pois, sabemos que o Bravo do Maquis tem menos trabalho que nós. A nossa maior preocupação está centrada na movimentação, atitude e entrega dos atletas", salientou.

O treinador revelou que o jogo serviu também para dar alguma oportunidade aos  atletas menos utilizados, o que aconteceu na etapa complementar, período em que os donos da casa aproveitaram para tirar proveito da maior eficácia dos seus atacantes para vencerem o jogo.

Ultrapassado o período turbulento que atravessaram, os polícias estão a viver uma nova era, onde já levam quatro jogos sem  conhecerem o sabor da derrota, um prenúncio de que estão mais preparados para a ponta final da primeira volta do Girabola Zap, rumo ao objectivo traçado para esta época.
No final  do  encontro, o técnico - adjunto dos polícias  desvalorizou a vitória, realçou apenas o empenho dos atletas.

"O nosso principal objectivo foi dar mais rodagem competitiva  aos nossos jogadores menos utilizados e acho que correu muito  bem", destacou.
Numa antevisão daquela que pode ser a equipa titular, na etapa inicial, Zdravko Logarusic, fez alinhar:  Nelson, Filipe, Fabrício ,Valdez, Rico, Pirolito, Paz , Karanga, Dasfaa, Pulson e Chico. A medida que o jogo se desenrolou, foram efectuadas algumas alterações.