Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Interclube supera Recreativo do Libolo

Val?dia Kambata - 20 de Julho, 2017

Interclube venceu o Recreativo do Libolo

Fotografia: Jornal dos Desportos | Edições Novembro





A história do jogo entre o Interclube e o Recreativo do Libolo, disputado ontem, no  22 de Junho, poderia ter um final diferente, caso o árbitro Pedro dos Santos não fizesse vista grossa a uma rasteira do central Fabrício sobre Nandinho  na grande área dos polícias.

A situação vivida na grande área do Interclube resultou da pressão que o Libolo impôs no começo do jogo e que quase resultou em golo no segundo minuto, quando Nandinho ganhou posição e foi "bicado" por trás pelo central Fabrício. Porém, esse  não foi o entendimento de Pedro dos Santos, o juiz não assinalou nada, deixando a equipa técnica da equipa de Calulo à beira de nervos.

Os polícias pouco esclarecidos em campo apenas assistiam os forasteiras jogar, fruto também do desentendimento entre os centrais da equipa do Rocha Pinto.

O Interclube que também estava à procura de pontos, visto que continuava a descer na tabela classificava, tentava a todo custo inverter o quadro. Foi assim que Paulo Torres mudou a posição dos jogadores em campo, mandando Kiloy para o lado esquerdo e Dasfaa para o lado direito e fazendo subir o médio ofensivo Duarte no apoio directo ao ponta de lança Richard.

Uma estratégia que funcionou. Ou seja, a partir daquele momento a equipa do Rocha Pinto passou a controlar o jogo, o que obrigou o Recreativo do Libolo a recuar no terreno. E em face disso, os polícias criam a primeira grande oportunidade de golo, com  Duarte a assistir Dasfaa na grande área, mas este, isolado, diante do guarda-redes,  rematou para fora.

Sem grandes soluções no jogo, a equipa de Calulo procurava chegar ao intervalo sem sofre golos e, deste modo, criar novas ideias para contrariar a avalanche dos polícias.

Na segunda parte, quando tudo indicava que a equipa do Libolo voltaria a entrar com outra dinâmica, foi o Interclube quem segurou o desafio, tal como foi para o intervalo, ou seja, com o controlo do jogo.Aos 55 minutos, Dasfaa passa por dois defesa assiste Richard que não conseguiu dar sequência ao lance. Dois minutos depois os polícias voltam a incomodar o guarda-redes Nilton, dessa vez por Dasfaa, que à entrada da grande área rematou forte para fora.

Ao ver a sua equipa ser sufocada, o técnico Vaz Pinto fez entrar Carlitos para o lugar de Nandinho, Higino no lugar Kaya e Dário rendeu Viet. Porém, as alterações pouco ou nada trouxeram de novo, pois os polícias dominavam a partida tranquilamente. 

Com a intenção de dar maior dinamismo a sua equipa, o treinador Paulo Torres fez entrar Karanga que mudou completamente o ritmo do jogo. Acompanhado pelo Dasfaa, assumiram o ataque dos polícias, criando várias situações de golo.

O momento do jogo aconteceu aos  86 minutos, quando Dasfaa assistiu Karanga e este por sua vez devolveu a Dasfaa que vendo Richard na grande área assistiu para o ghanense fazer o único golo da partida.