Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Ivo traa a queda do Kabuscorp

Jorge Neto - 30 de Junho, 2018

Os agostinos empataram nos ltimos cinco jogos e por via disso perderam a liderana da competio

Fotografia: Vigas da Purificao

O técnico-adjunto do 1º de Agosto, Ivo Traça, admitiu que o Kabuscorp do Palanca vai tentar aproveitar a crise de resultados que os militares atravessam no campeonato, mas pode ser também uma oportunidade para  a formação rubro-negra reverter o quadro, no desafio de hoje, à partir das 17h00, no estádio 11 de Novembro.
\"Nós estamos a viver uma fase de crise de resultados, que o Kabuscorp vai cair por cima de nós. De certeza, todos os jogos que fizemos eles nos estudaram e vão aproveitar todas as fraquezas que temos tido. Contudo, pode ser daí que nós inverteremos o quadro. Somos a equipa mais fraca que estamos a ser agora, em função dos resultados\", disse.
Os agostinos empataram nos últimos cinco jogos e, por via disso, perderam a liderança da competição, daí a pressão a que estão sujeitos neste jogo e, por isso, os bicampeões nacionais montaram uma estratégia que vai de encontro ao dérbi com os palanquinos, rejeitando uma mudança radical na sua maneira de jogar.
Podemos esperar o Kabuscorp, depois sairmos e também fazermos o nosso golo ou fazer o jogo que a gente pensa. De qualquer  forma, o 1º de Agosto não joga assim,  joga para ganhar e quem joga para ganhar aposta sempre no ataque\", garantiu. 

Devido à forma como as outras equipas abordaram o desafio diante dos agostinos, o técnico Ivo Traça nega que, pelo facto dos palanquinos ambicionarem a vitória, seja mais fácil defrontá-los.\"Este jogo não é mais fácil de abordar. É verdade que as equipas que nós jogamos, que não são do nosso campeonato, conforme se diz na gíria, mas nós sabemos que todas essas equipas preparam o jogo mais defensivo, jogam no nosso erro e saem num contra-ataque ou às vezes em transição rápida, e por vezes os resultados acabam em empate\", defendeu. 

Ivo Traça considera que, apesar das dificuldades que enfrentam, têm de encontrar formas de desequilibrar e chegar ao golo. \"Mas nós como equipas favoritas, que lutamos sempre para o título e, sendo mais fortes, temos que criar todas as formas possíveis para desequilibrar por uma acção individual ou pelo esquema daquilo que treinamos. Nós temos que criar, é obrigatório fazermos isso\", analisou.

OPORTUNIDADES
Técnico aposta em jovens atletas

Ivo Traça defendeu a utilização dos jovens atletas que fazem parte do plantel do 1º de Agosto e afastou a ideia de terem de evitar colocá-los em campo, durante a má fase de resultados que os bicampeões atravessam no Girabola Zap. 
\"O nosso plantel é formado por  vinte e sete jogadores, entre eles estão incluídos estes miúdos, que são nossos jogadores vindos dos juniores e no momento que eles tiverem a oportunidade de aparecer, que apareçam. Nós temos lesionados o Ibukun, o Macaia, o Natael e agora o Neblu. Face a isso, não vamos contar com eles lesionado\", disse o auxiliar de Zoran Maki. 
O treinador frisou que \"às vezes não importa o resultado, o que importa é o momento que o jogador está a passar, aquilo que ele está a fazer no treino e quando aparecer uma possibilidade dessas, a gente vai lançar em campo. Estamos a meter os miúdos e eles estão a dar conta do recado, embora não estejamos a ganhar\", afirmou Ivo Traça.
O antigo médio militar defendeu uma visão mais futurista, em relação a utilização dos jovens atletas nesta fase do campeonato. 
\"O 1º de Agosto tem que começar a pensar mais para frente, daqui a três ou quatro anos acaba por não ir comprar jogadores lá fora. Daí que eles têm que começar a jogar já agora\", concluiu.