Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Ivo Traa quer mais trabalho na formao

02 de Maio, 2019

Treinador-adjunto do 1 de Agosto quer Palanquinhas com bons jogos de controlo

Fotografia: Vigas da Purificao | Edies Novembro

O treinador-adjunto do 1º de Agosto, Ivo Traça, defendeu, em Luanda, maior trabalho nas camadas de formação, visando melhores resultados das distintas selecções nacionais a nível internacional.
Referiu que os atletas dos escalões etários, carecem de atenção especial, dada a necessidade de evitar, entre outros, a falta de entrosamento e dificuldade na transição de bola, sobretudo em momentos de pressão, aspectos notados ao longo do CAN de Sub-17, terminado recentemente na Tanzânia, em que os Palanquinhas terminaram na terceira posição, após vitória sobre a selecção da Nigéria, por 2-1, em jogo da classificativa do terceiro lugar.
Falando à Angop, a propósito do terceiro lugar obtido por Angola no Campeonato Africano das Nações, o antigo internacional disse tratar-se de um feito que motiva a todos, mas é indispensável que os clubes fortaleçam técnica e tacticamente os rapazes, para que se possa almejar campanhas positivas, a começar já pelo Mundial de Outubro, no Brasil.
Alertou para necessidade de não se “adormecer à sombra” deste resultado, pois a equipa nacional apresentou ainda insuficiências, que devem ser corrigidas o mais cedo possível.
“Viram-se lances em que o atleta angolano passava a bola e parava, o que dificultava o seguimento do ataque”, disse, mostrando-se preocupado por esta e outras situações, numa altura em que faltam cerca de seis meses para o campeonato do Mundo.
Quanto à preparação da selecção, Ivo Traça considerou ideal a realização de um estágio pré-competitivo seis semanas antes da prova, com cinco a seis jogos de controlo com equipas ou selecções equilibradas, num país com clima igual ao do Brasil, no sentido de ajudar a montar um grupo capaz de dignificar Angola no evento.
A Selecção Nacional regressou ontem ao país.