Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Ivo Traa tranquiliza adeptos

Benigno Narciso, Lubango - 05 de Junho, 2016

Clube Desportivo da Hula encerrou a primeira volta do Girabola Zap 2016 com uma derrota diante do Recreativo do Libolo

Fotografia: Arimateia Baptista

O técnico principal do Desportivo da Huíla, Ivo Traça, pediu aos adeptos, dirigentes e sócios do clube a manterem confiança e calma, em face aos maus resultados obtidos pela equipa nas últimas sete jornadas do Girabola Zap 2016, em que os militares da região Sul não venceram, averbaram cinco derrotas e dois empates.

Ivo Traça, que falava a propósito da fase menos boa que a equipa atravessou na recta final da primeira volta do campeonato, deixou a ideia de ser comum existir “altos e baixos” na participação de uma equipa em alta competição.

Em face dessa realidade, o técnico exortou a contribuição de todos aqueles que se identificam com o clube para se ultrapassar, na segunda volta, a sequência de maus resultados registados na parte final da primeira volta.

“Peço à massa associativa e todos aqueles que gostam do clube a manterem a calma, tranquilidade e confiança. Mas não se preocupem porque isso (os maus resultados) são fases que acontecem com todos os clubes. Está a acontecer agora connosco e o único caminho é trabalhar”, apelou.

Indicou que a oitava posição que a embaixadora huilana ocupa na tabela classificativa, com 18 pontos, não é negativa, mas reconheceu que a pontuação da equipa poderia ser melhor. Ainda assim, valorizou a actual classificação da formação afecta à Região Militar Sul.

“Dizer aos adeptos da Huíla que em termos de classificação, estamos bem. Claro que gostaríamos que o Desportivo da Huíla tivesse um pouco mais à frente. Deu mostras que poderia ficar mais um pouco à frente”, disse.Com o jogo da 15ª e última jornada da primeira volta já disputado, em virtude de ter antecipado o desafio, frente ao Recreativo do Libolo, derrota por 1-0, os comandados de Ivo Traça terminaram o primeiro turno da prova com saldo negativo.


PRESTAÇÃO
Ponta final
desastrosa


 A formação do Clube Desportivo da Huíla, depois de um arranque fulgurante, em que chegou a liderar o Girabola Zap nas primeiras jornadas, foi incapaz de manter os bons resultados, pois consentiu cinco derrotas e dois empates nas últimas sete jornadas.

Os militares da Região Sul encerram a primeira volta do campeonato com derrota, por 1-0, diante do campeão Recreativo do Libolo. O desafio disputado há uma semana, em Calulo, foi antecipado a pedido da direcção do clube do Cuanza Sul, que agendou um curto estágio em Lisboa, atendendo a pausa que se verifica na prova e o período de transição entre a primeira e a segunda volta. 

O Clube Desportivo da Huíla empatou com o Petro de Luanda (0-0) e o 4 de Abril do Cuando Cubango (0-0) e perdeu diante do  Benfica de Luanda (4-0), 1º de Agosto (2-1), Académica do Lobito (2-1), Porcelana FC do Cazengo (1-0) e Recreativo do Libolo(1-0).

A queda na produtividade da equipa no campeonato, obriga a equipa técnica, atletas e direcção do grémio a redefinir estratégias não só para voltar aos resultados positivos, como lutar para a concretização do objectivo principal, que é a manutenção na Primeira Divisão.