Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

J Pacincia de corao aberto para representar os Palancas

JOAQUIM SUAMI, EM CABINDA - 09 de Dezembro, 2019

Avanado dos lees do norte o melhor marcador do Girabola Zap com 8 golos

Fotografia: Dr

O atacante do Sporting de Cabinda, Jó Paciência, 23 anos, líder dos marcadores do Girabola Zap 2019/2020, com 8 golos, menos um que o irmão Mabululu, do 1º de Agosto, com 7, está de coração aberto, caso seja convocado para representar a selecção nacional nas fases de apuramento ao CAN e ao Campeonato do Mundo, com sedes nos Camarões, em 2021, e Qatar, em 2022, respectivamente.
Entrevistado pelo Jornal dos Desportos, em Cabinda, Jó Paciência disse que está a atravessar, este ano, o seu melhor momento como futebolístico no Girabola Zap, com a camisola do Sporting de Cabinda, desde que ascendeu aos seniores, em 2015, e quer aproveitar a excelente etapa na carreira para ajudar a equipa de todos os angolanos a qualificar-se para uma das provas.   
"Se for convocado à selecção nacional estarei disponível, porque é um sonho de todo jogador. Aliás, estarei sempre de coração e de braços abertos para representar a equipa de todos os angolanos. Tenho toda a vontade de reforçar o sector atacante dos Palancas Negras, aproveitando a melhor fase que estou atravessar no campeonato", disse.
Referiu que apesar da selecção nacional ter consentido duas derrotas na prova, diante da Gâmbia e do Gabão, acredita que vai superar os próximos adversários para marcar presença na fase final do CAN dos Camarões. Sublinhou que os jogadores que têm sido convocado pelo seleccionador nacional possuem qualidades , o que tem faltado é sorte por parte dos Palancas Negras.
"Quero fazer parte do leque desses jogadores para mostrar as minhas qualidades e juntos conseguirmos qualificar Angola para o CAN dos Camarões e para o Mundial de futebol do Qatar. Estou a passar o melhor momento da minha carreira, feito que só consegui na fase de formação, por isso, em cada jogo e em cada treino, dou o meu máximo para manter esta performance  para merecer a confiança do seleccionador nacional ", disse.
Jó Paciência disse que o "bom momento" que atravessa no Girabola Zap, deve-se ao trabalho colectivo e do ambiente favorável que encontrou no Sporting de Cabinda, o que tem contributo na sua evolução.
"Este crescimento é fruto do trabalho colectivo, porque sozinho dificilmente conseguiria. A equipa técnica tem estado em cima de mim, o que tem ajudado bastante. O professor Enema Kwazambi tem sido um excelente conselheiro e pede-me para melhorar a cada dia, em cada treino e em cada jogo", explicou.

CONSTATAÇÂO
"Girabola Zap está competitivo"


O atacante do Sporting de Cabinda reconheceu que o presente Girabola Zap está competitivo, o que está a tornar as equipas cada vez mais fortes. Referiu que no passado, antes do arranque da prova, as pessoas já sabiam quem venceria o campeonato, mas hoje, segundo ele, as coisas são diferentes, porque os clubes ano após ano, reforçam-se com jogadores experientes e com qualidade.
"O Girabola Zap está muito disputado, desde as formações que lutam para a conquista do troféu, como o 1º de Agosto e o Petro de Luanda, assim como aquelas que lutam para a permanência. Hoje, as equipas têm excelentes jogadores. Esta época não existe muita diferença de pontos entre as equipas. Se a equipa perder um jogo, pode ganhar no próximo desafio", disse, destacando que o Petro de Luanda e o 1º de Agosto são as melhores equipas do país, porque apresentam melhor futebol no campeonato. 
Jó Paciência fez toda a formação no Petro de Luanda, tendo, em 2015, ascendido à equipa sénior tricolor. Em 2016, foi emprestado ao Clube Desportivo da Huíla e uma época depois, isso em 2017, jogou pelo FC Bravos do Maquis.
Na temporada 2018, o melhor marcador do Girabola Zap 2029 2020, militou no Sporting de Cabinda e no Recreativo do Libolo, e esta época representa novamente os leões do Norte.