Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

JGM e Tramagal terminam vínculo

15 de Fevereiro, 2017

A direcção do clube e o treinador não chegaram a acordo

Fotografia: Paulo Mulaza

O Vice-presidente Desportivo do JGM do Huambo Pedro Caquinda confirmou ontem à Rádio, que Agostinho Tramagal não é mais o técnico da equipa. 
O dirigente justificou a saída do treinador o facto de as partes não chegarem a acordo em relação algumas cláusulas do contrato, e de forma amigável decidiram colocar um ponto final na relação que existia. 

"O que se passou de concreto é que não chegamos a acordo em relação a algumas cláusulas contratuais e as duas partes acharam por bem, não darem continuidade ao vínculo que os unia", revelou. O responsável assegurou que, enquanto a direcção não contratar o substituto de Agostinho Tramagal, o JGM vai ser dirigida por uma equipa técnica, liderada pelo preparador físico José Luís Borges.

"Nesta altura está em frente da equipa uma comissão técnica e em tempo oportuno vamos nos pronunciar quem será o treinador principal. Neste momento está a liderar a comissão técnica o professor José Luís Borges, coadjuvado por Basílio Mbambaleka (treinador de guarda-redes) e Calado Canâmua, um quadro clube", esclareceu.

Adiada a sua estreia no campeonato nacional, devido o compromisso do 1º de Agosto nas competições africanas, a formação do Huambo realiza o seu primeiro jogo na prova este sábado, no estádio dos Kuricutelas, diante da Académica do Lobito, partida que marca o seu baptismo. 

Esta é a 2ª vez que JGM e Agostinho Tramagal não se entendem. Em 2016, durante o torneio de apuramento à I divisão, as partes já haviam assinado contrato por um ano, mas, em vésperas do arranque da prova, o treinador renunciou o cargo.