Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Job e Elio podem ser titulares

Paulo Caculo - 22 de Outubro, 2017

Capitão da equipa tricolor pode voltar a merecer a confiança de Beto Bianchi para entrar de início no desafio desta tarde no Dundo

Fotografia: José Soares

O provável regresso do médio Job e do central Elio nos titulares de Beto Bianchi no jogo desta tarde, no Dundo, diante do Sagrada Esperança, representa a principal novidade na equipa do Petro de Luanda. Os dois jogadores estiveram ausentes do desafio passado por razões distintas: o primeiro por opção técnica e o segundo por lesão.

Igualmente de regresso ao \"onze\" do tricolor deve estar o defesa Wilson, ausente do desafio da Taça devido a limitações físicas. O polivalente jogador treinou durante a semana de forma cautelosa, mas mostra-se disponível para fazer parte deste duelo com os diamantíferos.

Apesar de que mais mexidas podem acontecer no \"onze\" do Petro de Luanda, relativamente ao conjunto que derrotou o Santa Rita de Cássia, em Luanda, em jogo da Taça de Angola, não está colocada de parte a hipótese de Beto Bianchi repetir algumas unidades.

O facto é que o técnico dos tricolores espelha continuar a depositar enorme confiança em todos os jogadores da equipa. A prova evidente disso mesmo é que no \"onze\" a evoluir hoje frente aos diamantíferos não devem falhar Gerson, na baliza, Élio, Mira e Ariclene, na defesa, Manguxi, Job e Herenilson, no meio-campo, e Tiago Azulão no ataque.

Em face disso, o \"onze\" previsto para o jogo com o Sagrada Esperança deve diferir muito daquele que defrontou o Santa Rita de Cássia do Uíge, por razões óbvias, pois o adversário exige muito mais do Petro. Ou seja, Gerson pode voltar a tomar conta da baliza, devendo o centro da defesa ser composto pela dupla Abdul e Élio. Mira  e  Ariclene serão os laterais, ao passo que Carlinhos (ou Herenilson) e Nandinho os médios mais defensivos. Job, Diney e Manguxi assumem a função de municiadores do ataque que deve estar entregue ao goleador Tiago Azulão.

Depois do triunfo muito bem conseguido na jornada passada, frente ao FC Bravos do Maquis, o Petro de Luanda espera hoje dar sequência positiva ao ciclo de bons resultados. Depois da exibição convincente no jogo anterior, os tricolores podem aproveitar para dissipar eventuais dúvidas quanto os argumentos que ostentam para a corrida ao título desta época.

No seio do plantel do Petro de Luanda reina um discurso vitorioso. Aliás, as declarações proferidas pelo técnico Beto Bianchi são provas inequívocas disso mesmo.


BETO BIANCHI
“Todos os jogos são difíceis”


O técnico do Petro de Luanda, Beto Bianchi, volta a apostar num discurso cauteloso para antever o jogo desta tarde, às 15h00, no estádio do Sagrada Esperança. O hispano-brasileiro antevê um jogo difícil, porque acredita que os diamantíferos estão dispostos a pontuar neste jogo, sobretudo, a julgar pelas chances que têm de colocar-se no topo da tabela de classificação.

\"Queremos realizar uma boa partida de futebol, pontuar, mas sabemos que o adversário também vai com o mesmo objectivo. Por isso, não será um jogo fácil. Esperamos muitas dificuldades, mas estamos preparados para fazer o nosso jogo, com muita confiança\", disse.

Beto Bianchi reitera ser imperioso  vencer os restantes três jogos, a começar por este diante do Sagrada Esperança. Mas, para tal concorda que a sua equipa terá de ser muito mais dinâmica a jogar e a criar espaços para incomodar mais vezes a baliza contrária, num terreno que considera complicado \"roubar\" pontos.

\"Todos os jogos são difíceis. O Sagrada tem jogadores experientes, uma boa equipa, que pode fazer um grande jogo, criar dificuldades, por isso, toda a precaução é pouca. Vamos tentar somar os três pontos\", assegurou.

\"Quando a gente vem de vitórias as coisas são boas, mas a gente pensa sempre em vencer os jogos. Sabemos que o Sagrada é uma grande equipa, mas estamos focados na vitória\", disse.