Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Job espera pela renovao do contrato

15 de Junho, 2019

Atacante tricolor mantm a confiana num desfecho airoso nas negociaes dos prximos dias com a direco do Petro

Fotografia: Kindala Manuel| Edies Novembro

O futuro do avançado do Petro de Luanda, Ricardo Job, uma das referências do plantel nos últimos anos continua incerto. O atleta ainda não renovou o contrato para a época desportiva que se avizinha, por isso aguarda por um pronunciamento dos dirigentes do clube.
O camisola número 7 dos tricolores afirmou ao JD, que neste momento está a depender apenas da direcção para definir o seu futuro. Reiterou que as negociações estão em \"stand by\", ainda assim, mantém a confiança num desfecho airoso quando às partes se sentarem, nos próximos dias. \"Tudo depende da direcção do clube. Neste momento, continuo a aguardar até que se diga algo, mas acredito que ao longo da próxima semana haverá um pronunciamento. É tudo quanto posso adiantar neste momento,\", esclareceu.
Depois de várias especulações sobre a continuidade do atleta no Catetão, chegando mesmo algumas vozes afirmarem que o atleta constava da lista de dispensa, a verdade é que no balanço feito pelo presidente do clube, Tomás Faria, não se falou sobre o futuro do atleta.
Contactado pelo nosso jornal, o novo director para o futebol do Petro de Luanda, Nelo Bumba, disse que o clube está a tratar do assunto e, apelou aos adeptos e a imprensa, que evitassem qualquer tipo de especulação sobre a contratação do Job.
\" Aconselho a evitarem qualquer especulação sobre o futuro do Job. Ele ainda é jogador do Petro de Luanda e, se houver a renovação do contrato a direcção do clube vai pronunciar-se. Por isso, aconselho a aguardarem\" sublinhou o director.
O avançado de 31 anos de idade, capitão da equipa na época finda, é um dos jogadores mais antigos do actual plantel, considerado o líder do balneário e muitas vezes o elo de ligação entre a equipa técnica liderada por Beto Bianchi e o plantel em campo.Com passagem pelo ASA durante duas épocas, chegou ao Catetão em 2008. Com as cores dos tricolores, o avançado efectuou 202 jogos, marcou 40 golos, conquistou um campeonato nacional em 2009 e duas taças de Angola (2013 e 2017).
No seu palmarés consta ainda a eleição em 2009, como o Melhor Jogador do Girabola, como sequência da sua excelente prestação ao longo da época, durante a nona gala desportiva da Rádio 5.
Desde a ascensão do treinador espanhol Toni Cosano à equipa principal do Petro de Luanda, Job perdeu a titularidade e não tem sido aposta da equipa técnica, indícios que levam as vozes a levantarem-se que o atletas pode estar de saída.
As declarações de Tomás Farias de que não haverá muitas mudanças na equipa técnica, e que estes têm luz verde para darem continuidade ao seu trabalho foi visto como um possível cartão \"vermelho\" ao capitão Job.