Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Jogadores do ASA levantam a greve

Augusto Panzo - 30 de Julho, 2016

Jogadores e direco do clube aviador chegaram ontem a entendimento sobre dividas de salrios e de contratos

Fotografia: Jornal dos Desportos

Os jogadores do Atlético Sport Aviação (ASA) voltaram ontem aos treinos, ao meio da manhã, depois observarem quatro dias de greve, devido às dívidas salariais e contratuais que a direcção do clube do aeroporto tem para com os mesmos, na ordem de dois meses de atraso com relação aos salários, e três tranches de 25 por cento cada, no que toca aos contratos.

A solução foi encontrada depois de uma reunião tida ainda ontem na sede social,  entre a direcção do clube, chefiada por Elias José, e os jogadores do plantel principal da equipa que disputam o Girabola Zap 2016.

O Jornal dos Desportos teve o privilégio de presenciar o arranque dos treinos depois da paralisação vivida, entrevistou o treinador José de Carvalho "Corola" de quem recebeu a garantia de que tudo está ultrapassado, e que o ASA defronta o Recreativo do Libolo com a mesma determinação,  como ao longo do Girabola Zap. "É verdade, que estamos a viver uma situação muito complicada, mas a realidade é que o futebol não pára. Orgulhámo-nos do passado, mas temos de pensar agora no presente e no futuro do clube. Independentemente da situação vivida até agora. Felizmente , hoje (ontem) vamos treinar e o nosso objectivo no fundo é de entrar em campo com os jogadores em condições de fazerem o jogo, para minimizarmos o efeito da situação em que estivemos mergulhados", prometeu.

Indagado se a solução encontrada dá alguma alento aos seus pupilos, Corola disse que depois do encontro com a direcção, os jogadores anuíram em relação à conclusão .

"Eles (jogadores) tiveram agora (ontem) uma conversa com a direcção do clube, e esta está a envidar todos esforços para  ver resolvida a situação.

A nós equipa técnica, cabe-nos  trabalhar, porque eles próprios anuíram quanto à situação, pelo que só posso dizer que estamos optimistas. Se vamos para o campo, naturalmente que o pensamento tem que ser optimista", garantiu.


TERÇA-FEIRA
Direcção promete
saldar dívida


A direcção do Atlético Sport Aviação (ASA), na pessoa do seu presidente de direcção, Elias José, prometeu ontem ao Jornal dos Desportos, o pagamento na terça-feira, dia 2 de Agosto, da dívida relativa aos dois meses de salários que tem em atraso, para com os jogadores de futebol.

Em exclusivo para o JD, depois do encontro que manteve com os jogadores da equipa de futebol que suspenderam os treinos em sinal de greve ao longo da semana, Elias José garantiu que foi já disponibilizada a verba de um dos patrocinadores, relativa a quatro meses, que serve para ressarcir os salários dos atletas.

"Realmente estamos a atravessar um momento difícil, tal como os órgãos de comunicação social acompanham, mas esta manhã (ontem) tivemos um encontro com os atletas, em que informamos aos mesmos os contactos que temos mantido com os patrocinadores, um deles predispôs-se a ajudar-nos nos próximos dias. Como sabe, hoje (ontem) é sexta-feira o início do fim-de-semana laboral, então na próxima semana entre terça-feira ou quarta-feira podemos começar, por um lado, a pagar os salários dos jogadores de futebol, e quiçá, das outras áreas também. Por outro, eu também mobilizei alguns esforços e consegui alguns apoios no sentido de ajudar o clube a sair dessa situação. Neste momento, estou a efectuar alguns contactos com certos bancos, para ver se saimos dessa conjuntura", assegurou.

Elias José não acredita em possíveis jogos baixos que estejam a ser criados por elementos adversos a si, e considera essas dificuldades são resultantes da própria crise conjuntural do país, facto que o faz manter-se firme no comando do ASA, sem receio de abanões a que está sujeito.

"Devo dizer que sou gestor, e como tal, não sou apologista deste tipo de decisões, porque um grande timoneiro nunca deve abandonar o barco, mesmo nos momentos mais difíceis. Apesar de todas essas dificuldades, tive de ganhar coragem e conduzir o barco até aqui em que estamos mais próximos das eleições", assegurou.    
 AP