Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Jos Dinis aponta inexperincia a causa dos maus resultados

Augusto Panzo - 27 de Dezembro, 2018

Fotografia: Vigas da Purificao | Edies Novembro

O treinador principal do Atlético Sport Aviação (ASA), José Dinis, revelou em entrevista ao Jornal dos Desportos, que a falta de experiência em jogos do Girabola, por parte da maioria dos jogadores que compõem o plantel aviador, é o maior \"handicap\" para a consecução de resultados positivos, com realce para os triunfos.
O técnico reconheceu que a equipa está a revelar um bom nível de futebol, ao longo do campeonato nacional, mas tem dificuldade em aliar as boas exibições às vitórias. Acredita, que com o tempo e o número de jogos a equipa possa atingir a maturidade que augura.
   \"Eu tenho me referido, sobre as razões que estão na base dos resultados da minha equipa. A maioria dos jogadores que compõem o plantel do ASA não têm experiência de Girabola. Parece coisa simples, mas isso tem o seu peso no rendimento da equipa. É preciso dotar esse grupo, de uma maturidade suficiente, para que possa produzir os resultados pretendidos\", começou por afirmar o técnico português, ao serviço dos aviadores.  
Para melhor destrinçar os factos, o treinador não se coibiu de citar o nome dos pupilos que se encontram nessa condição. Fixa em cerca de 70 por cento, o grupo que nunca teve oportunidade de jogar num campeonato do nível de Girabola.
\"Deixa-me recordar-lhe que jogadores como, Barbosa, Tomé, Baton, Messias, Modeste e muitos outros, nunca jogaram no Girabola. Todos estes, que acabei de citar, estão no seu primeiro ano nessa competição. O Gogoró se jogou, fê-lo de forma esporádica, ficou em campo 15 ou 20 minutos, quando fosse necessário\", esclareceu e apontou outros que tiveram pouco tempo. 
\"O Iniesta parece-me que teve uma passagem pelo Santa Rita, mas esta equipa desceu de divisão. Então, é assim que nós temos jogadores com qualidade, mas que carecem de experiência\", destacou confiante na melhoria destes atletas.
A pouca maturidade competitiva desses mesmos jogadores, também, está a criar outro travão ao rendimento do grupo, pois, na óptica de José Dinis. Esses dois elementos devem estar unidos como irmãos siameses, na alta competição.
\"Para já, para além da inexperiência que têm, estes atletas ainda precisam de um tempo para que ganhem a devida maturidade. Sabe que esses dois factores devem andar de mãos dadas, de maneira que possam estar prontos e consigam fazer frente, aos grandes dessa competição, com a maior tranquilidade que se pretende\", realçou.


AVALIAÇÃO AO PLANTEL
“Os meus jogadores têm qualidade”


O Girabola é um campeonato muito difícil, mas com uma cotação competitiva pouco considerável, comparado aos outros campeonatos que decorrem nos diversos cantos do continente africano, o que exigi com isso, um ritmo à altura.
O treinador do ASA aponta essa componente, como outro factor que emperra para que a prova seja vista como uma referência a nível nacional e internacional. José Dinis lamenta, mas prefere particularizar os seus atletas e não avaliar a qualidade dos outros planteis.
Sublinhou, que os seus atletas são bons rapazes, com atributos consideráveis, mas que ainda denotam alguma ingenuidade, em função de alguns erros que cometem em determinados desafios.
\"Os meus jogadores têm qualidade, razão pela qual mostram, aqui e ali,  alguma dessa qualidade em determinados jogos, mas não têm a inexperiência nessa competição. Fora disso, o Girabola ainda tem outro pormenor importante a considerar, que é o ritmo competitivo\", considerou. 
Sem ser muito crítico, sublinhou que \"no Girabola, o ritmo competitivo é outra exigência a ter em conta. É forte e para alguns desses jogadores, isso ainda constitui um bocado de novidade. Não quero pensar que eles estejam convencidos que já são jogadores de referência\", avaliou e  deixou a seguinte mensagem, aos seus pupilos. 
\"Vão ser jogadores de elevada qualidade, mas para se afirmarem, têm de ter o dobro de atitude ou de concentração dos outros atletas, isto, se quisermos corresponder aos níveis dos adversários\", defendeu o técnico aviador.
O treinador apontou ainda, um terceiro factor contra o qual a equipa técnica por si comandada procura lutar. Sem delongas, entrou em detalhes e citou o caso ocorrido numa das partidas deste Girabola, sem no entanto, revelar o adversário.
\"A minha equipa efectuou uma boa exibição, mas acabou derrotada, por culpa dessa mesma ignorância\", lamentou.


OBJECTIVO
Técnico aviador defende
permanência como meta


A permanência da equipa do ASA, na Primeira Divisão, é a meta que se pretende atingir, apesar dos tropeços que se verificam, traduzidos em faltas de vitórias. José Dinis realçou que o grupo de trabalho sabe das suas responsabilidades, está ciente que não será fácil, pois, a concorrência é maior que a disputa pelo título
\"A qualidade no seio do plantel existe, tal como já me referi várias vezes,  acredito que vai melhorar de jogo para jogo. Agora, é necessário que a equipa do ASA lute até atingir 30 ou 32 pontos, para garantir a manutenção no Girabola, porque o grande objectivo do ASA é não descer de divisão\", confessou.
O treinador reconhece as limitações dos seus atletas, defende que nem sempre os treinadores têm nos seus planteis os jogadores ideais, nos diversos sectores. Afirmou que todos querem os melhores,  não é apenas problema da sua equipa, porque depende por vezes, de outros factores coligados.
\"Os treinadores querem sempre ter os melhores jogadores no seu plantel. Estou a pensar agora na mudança, tinha de ir buscar quatro bons jogadores ao Petro de Luanda, ou cinco outros ao 1º de Agosto, mas o ASA tem de jogar com o que tem. O nosso plantel é este, e o que temos à nossa disposição, para enfrentarmos as várias dificuldades \", atirou.
José Dinis acrescentou, que se tivessem possibilidade  e a oportunidade de solicitar os melhores jogadores disponíveis no mercado, seria bem vindo, mas alertou que para ter-se o plantel desejado, precisa-se de ter também um \"bolso saudável\". Disse que o importante neste momento, é o ASA conseguir vitórias, de maneira que tenha os pontos necessários para a tranquilidade.