Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Jumisse reafirma motivao do grupo

Jorge Neto - 21 de Agosto, 2015

Mdio da formao militar recupera da leso e manifesta a vontade de voltar ao plantel

Fotografia: Jos Soares

O médio do 1º de Agosto, Jumisse, revelou que a equipa militar, depois do arranque menos bom na segunda volta do Girabola, recuperou a confiança e está preparado para  ultrapassar, amanhã, o Sagrada Esperança da Lunda Norte.

O jogador moçambicano defendeu ontem em conferência de imprensa, a ambição do conjunto rubro negro em manter na senda de vitórias. 
"Penso que vai ser um jogo difícil, mas nos preparamos bem durante a semana para fazer um bom jogo e conseguirmos mais uma vitória diante do Sagrada. Espero que continuemos a manter a mesma linha de jogo para conquistarmos mais vitórias ", ambiciona.

O camisola 15 avaliou pela positiva a equipa diamantífera e reconheceu que a posição da formação lunda na tabela de classificação, não condiz com o real valor do conjunto  verde e branco.

 "O Sagrada tem uma boa equipa e acho que a classificação não condiz com a qualidade de futebol que eles praticam. Acho que vamos ter dificuldades, mas como sempre entramos em campo para ganhar", referiu. O médio regressa após um período de ausência na equipa e garante estar motivado para ajudar os seus colegas nesta  deslocação a província da Lunda Norte.

"Sinto-me motivado para jogar, apesar de estar alguns dias  ausente do plantel por motivos de lesão. É claro que se a equipa técnica apostar no meu regresso para este jogo, estou aqui para dar os meus préstimos", ressaltou.

Disse por outro lado que "com a ajuda dos meus colegas a minha reintegração pode acontecer sem qualquer problema para dar continuidade ao trabalho que tem sido feito", assegurou.

O técnico bósnio Dragan Jovic convocou 18 jogadores para esta deslocação que está prevista para as 7H00 de sábado para o Dundo: Massunguna, Mingo Bile, Buá, Ibukun, Mateus Galiano, Tony, Manucho, Jumisse, Makiavala, Paizo, Ndikumana, Isaac, Josemar, Ekundi, Gelson, Ben Traoré, Diminique e Ary Papel.                                         

PLANTEL MILITAR
"A pausa quebrou o ritmo
competitivo da equipa"


O actual estado da equipa do 1º de Agosto é visto pelo médio moçambicano como "positivo",  para os objectivos que perseguem na prova. Assegurou que depois de recuperarem dos percalços que tiveram na segunda volta, a equipa inverteu o quadro.

O mau resultado diante do Recreativo do Libolo, em função da paragem que se registou no campeonato abolou um pouco o grupo, mas conseguiram dar a volta por cima. "Estamos bem e a , atravessar um bom momento de forma e motivação", sublinhou.

"É verdade que nesta segunda volta começamos mal, mas graças a Deus conseguimos voltar a fazer aquilo que é o nosso ritmo normal", avaliou o. Admitiu que os quarenta dias sem competição quebrou o ritmo e a progressão dos militares.

"Acho que a paragem de um certo modo prejudicou-nos, mas com o esforço da equipa técnica conseguimos inverter o quadro e estamos a mostrar o nosso trabalho. Acredito que estamos no bom caminho", analisou.

Jumisse dirigiu igualmente uma palavra apreço aos adeptos militares que têm sido extraordinário e pede para manterem esdta atitude. "Continuem a apoiar a equipa como têm feito, pois, unidos seremos mais fortes", finalizou.                         
JN


Osório elogia atitude
da juventude aviadora


Osório elogiou o plantel do ASA e sublinhou que possui muitos jovens com bastante talento. Afirmou que a qualidade da "juventude irrequieta" orientada por Robertinho vai forçar o Benfica a realizar uma exibição irrepreensível.

"Acredito que eles vão querer aproveitar o facto de estarem a defrontar uma equipa com jogadores mais experientes e vão entrar para mostrar todo o seu valor", garantiu.

"O nosso objectivo é contrariá-los de todas as maneiras. Vamos tentar impor a nossa maneira de jogar", afirmou.
A campanha aviadora no campeonato está a ser feita com muita intermitência, ainda assim, o médio encarnado prefere valorizar as coisas boas que o adversário é capaz de fazer. "É uma equipa muito complicada e acredito que vamos sentir muitas dificuldades, porque precisam de pontos para manterem a estabilidade no campeonato", enalteceu.

"Neste momento não é correcto dizer que somos favoritos, porque o adversário também vai lutar pelos seus objectivos. Eles estão tão necessitados de pontos como nós", justificou.

Os dois antagonistas vão entrar em campo com a ambição de vencer, objectivo que leva Osório acreditar num jogo aberto. "Queremos ganhar para mantermos a perseguição ao líder e eles para fugirem dos lugares de despromoção. Cada equipa vai lutar para alcançar os seus objectivos", vaticinou.

"Está claro que estamos a pensar jogo a jogo. Queremos conseguir mais 3 pontos que nos permitem continuar na perseguição do Libolo", destacou.