Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Kabuscorp com permanncia

Augusto Panzo - 07 de Setembro, 2009

A situação da popular formação do Kabuscorp Sport Clube do Palanca na presente temporada do Girabola é bastante crítica, o que exige da equipa técnica uma “fórmula mágica” para evitar que o grande clube palanquino não volte à Segunda Divisão Nacional.
A agravar ainda a situação está o facto de, nas cinco últimas jornadas do Girabola de 2009, a formação do Kabuscorp ter o azar de enfrentar as equipas do 1º de Maio de Benguela, Académica do Soyo, Petro de Luanda, Recreativo da Caála e Recreativo do Libolo.
Face ao valor e os objectivos dos opositores na prova, só o do 1º de Maio parece estar ao alcance do Kabuscorp, por estarem ambas em igualdade de circunstâncias, isto é, evitar a descida de divisão, embora a formação do Kabuscorp tenha uma ligeira vantagem de um escasso ponto (22/21), sobre a equipa proletária.
Caso se consuma a disputa da liguilha, a formação de Bento Kangamba, arrisca-se a enfrentar provavelmente a fúria do Sporting de Cabinda, Sagrada Esperança e Petro do Huambo, equipas que até aqui estão a liderar respectivamente as séries A, B e C do Zonal Apuramento ao “Gira” de 2010.
Fazendo uma comparação da actual situação classificativa da formação do Palanca, em relação à primeira volta do presente Girabola, neste segundo turno ela só subiu um degrau. Somou apenas nove pontos, em vinte e quatro possíveis.
Importa lembrar aqui que, ao cabo de vinte e um jogos disputados neste Girabola, o Kabuscorp soma vinte e dois pontos, resultantes de cinco vitórias, sete empates e nove derrotas, relegando a equipa para décima-segunda posição da tabela classificativa, atrás do Santos FC que, também está numa situação melindrosa.

Académica do Soyo pode realizar
jogos no Congo Democrático

A equipa principal da Académica do Soyo pode realizar alguns jogos amistosos com formações da República Democrática do Congo (RDC) para manter a forma desportiva, aproveitando a curta paragem que se regista no Campeonato Nacional de Futebol da I Divisão.
A informação foi dada sábado a Angop pelo presidente da agremiação, Alberto Maria Sabino, tendo avançado que alguns membros da direcção do Clube já se encontram na RDC para preparar os aspectos administrativos e técnicos ligados a realização dos amistosos.
Com o mesmo propósito, a equipa do Zaire realizou sexta-feira, no estádio dos Embondeiros, um jogo com um misto local composto pelos melhores atletas que actuam na competição provincial, Gira Bairro, a quem venceu por expressivos 4-0.
De acordo com o técnico da Académica do Soyo, Raul Kinanga, que falava no final do encontro, os atletas da equipa que orienta tiveram um bom desempenho e valorizaram o desafio.
Sobre o encontro com o Sagrada Esperança da Lunda Norte, para as meias-finais da Taça de Angola edição 2009, Raul Kinga prevê um desafio complicado para o seu conjunto, pois, segundo afirmou, o “Sagrada Esperança é uma equipa com muita experiência e tem estado a fazer bons resultados nos jogos que disputou para a Taça de Angola.
Apesar disso, realçou o técnico dos estudantes do Soyo, os adeptos da equipa podem estar tranquilos, pois os atletas e equipa técnica tudo farão para manter os bons resultados.


Desempenho do Benfica
na Segundona satisfaz direcção

O director-geral do Benfica do Huambo, César Mateus, considerou, no Huambo, positivo o desempenho da equipa na I volta (série B) do torneio de apuramento à I divisão de futebol nacional.
Em declarações à Angop, César Augusto reiterou o desejo da direcção “encarnada” de regressar ao Girabola, 13 anos depois de ser despromovida da I divisão.
Para tal, sustentou, a sua direcção prevê durante a II volta aumentar os prémios de jogo, visando elevar os índices de motivação dos atletas.
"O nosso principal objectivo continua ser a subida de divisão, embora reconheçamos que não será tarefa fácil a julgar pelas ambições dos outros concorrentes", frisou.
Ao longo da I volta, os “encarnados” do planalto central venceram o Benfica do Lubango (2-0), o Kakuvas do Cunene (2-0) e o 17 de Maio de Benguela (2-1), além de um empate diante do Atlético do Namibe (0-0). A única derrota do conjunto foi diante do Petro do Huambo, por 2-0.
A prova reata no dia 12 deste mês com destaque para o jogo Benfica do Lubango/Benfica do Huambo. Para o mesmo dia estão marcados os encontros Petro do Huambo-17 de Maio de Benguela e Atlético do Namibe-Kakuvas.


Equipa regressa hoje
aos treinos no São Paulo

Depois de ter verificado repouso ontem, a equipa do Kabuscorp volta aos trabalhos esta manhã no relvado do São Paulo, com vista a preparar o embate que terá diante da Académica do Soyo, pontuável para a vigésima-segunda ronda do Girabola.
A correcção de todos os sistemas poderá dominar a sessão de hoje, com vista a encontrar soluções rápidas e possíveis que permitam esquecer os três desaires consecutivos que a equipa sofreu nas últimas partidas por si disputadas.
Aliás, como balão de ensaio para essa pretensão, o Kabuscorp realizou na semana finda, uma série de jogos-treinos, dos quais se destaca o de sábado passado, diante do 1º de Agosto, e que se saldou numa igualdade a quatro golos.
Entretanto, ainda na senda dos jogos de preparação, o Kabuscorp prevê realizar mais um desafio na próxima quarta-feira, cujo adversário poderá ser a equipa militar do 1º de Agosto, ou ainda a formação moxicana do FC Bravos do Maquis. AP