Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Kabuscorp descarta receber aulas

Betumeleano Ferr?o - 17 de Junho, 2017

Romeu Filemon e seus pupilos querem provar que sabem ser eficientes e pacientes

Fotografia: Jos Soares | Edies Novembro

O Kabuscorp do Palanca tem hoje, a partir das 15h30m nos Coqueiros, a responsabilidade de mostrar acções diante da Académica do Lobito, que justifiquem o rótulo de candidato. Ninguém está a espera de ver os palanquinos a passear, como na primeira volta, mas fica claro que vai haver mal-estar no seio da equipa, se o resultado não for vitorioso.

A corrida pelo título entrou na fase mais decisiva do campeonato, pois, chegou o momento de Romeu Filemon e seus pupilos provarem que sabem ser eficientes e pacientes contra adversários como os estudantes, que adoptam uma atitude de espera para tentar surpreender no contragolpe ou numa bola parada.

Os palanquinos às vezes conseguem ser intratáveis contra oponentes inferiores, mas existem motivos para acreditar que a história vai voltar a repetir-se hoje nos Coqueiros, em parte porque a estratégia dos lobitangas passa por deixar os anfitriões assumirem o controlo de jogo. Os forasteiros têm poucas chances de quererem repartir o comando em campo, pelo que vão definir zonas em que os donos de casa podem causar estragos.

O aparente desinteresse da Académica em se apresentar nos Coqueiros com forte pendor ofensivo, vai exigir que as individualidades do Kabuscorp apareçam sempre em campo para desobstruir todos os caminhos que o adversário vai tentar tapar.

É pouco provável que o jogo seja de sentido único, mas a mais-valia dos palanquinos tem de sobressair o mais rápido possível, até para impedir que os estudantes se galvanizem e acertem um golpe de eficácia que lhes permita pontuar em casa alheia.

A atitude competitiva dos contendores vai determinar qual deles vai sair da contenda de cabeça erguida. Todos os olhares estão focados na equipa que ocupa a terceira posição, mas a formação contrária vai fazer tudo que estiver ao seu alcance para adiar o golo inaugural do seu oponente. Se isto acontecer, os visitantes vão ter mais espaço para pôr em prática a lição preparada para derrotar ou empatar com os palanquinos, perante os seus adeptos.

Os pontos nesta fase decisiva do campeonato valem mais do que as exibições, mas é provável que as duas equipas tentem jogar também para quem estiver nas bancadas. É verdade que há mais qualidade no plantel palanquino, mas do lado contrário existem atletas, não com o mesmo potencial, mas com a capacidade de replicar, sem recorrer ao anti-jogo, aos intentos dos anfitriões.

Uma eventual vitória do Kabuscorp nada de extraordinário vai trazer ao campeonato, mas o inverso vai acontecer, pois, os estudantes vão sair da jornada com uma nota alta, capaz de influenciar de maneira decisiva na luta pela permanência no Girabola ZAP.