Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Kabuscorp e Libolo repartem pontos

Manuel Neto - 02 de Abril, 2017

O Libolo reanimado ganhou na substituição com a entrada de Fabrício que num cabeceamento primoroso restabeleceu a igualdade

Fotografia: José Cola

O Kabuscorp do palanca  perdeu a oportunidade de amealhar mais três importantes pontos para consolidar  a sua posição na tabela de classificação, ao consentir  ontem em pleno Estádio dos Coqueiros um empate  a dois golos diante da turma do Recreativo do Libolo, em jogo  referente a oitava jornada do Girabola.
 
 Os primeiros minutos foram jogados com muita imensidade, com os dois conjuntos preocupados a chegarem cedo ao golo de forma a obterem uma maior tranquilidade para os minutos subsequentes.

Não a obstante isso, a ansiedade pelo golo suplantava a qualidade técnica patenteada pelos conjuntos. Mas ainda assim era a equipa  do palanca que aos poucos levava o vento para o seu moinho, praticando um futebol pragmático a toda dimensão do terreno, mas nesta fase nem jaques nem Mongo concluíam com destreza as poucas oportunidades que criavam.

Nesta senda a equipa de Calulo apresentava-se um pouco toucada pela  pressão adversária e quem tirou  o melhor proveito foi o Kabuscorp  que  aos 43 minutos  por jaques  fez o primeiro golo para gáudio dos palanquinos.

Dos balneários regressaram duas equipas transformadas ou seja, o Libolo  afoita na procura do empate e os palanquinos a tentarem o terceiro golo mas com muita intermitência no seu jogo, mas ainda assim  conseguiram visar a baliza  adversária,  novamente por jaques.

Os visitantes  inconformados arregaçaram as mangas  acreditando nas suas potencialidades e num lance mal abordado  pelo guarda-redes  palanquinos, Viet oportuno descontou   para a sua equipa quando eram 55 minutos. O Libolo reanimado  ganhou  na substituição com a entrada de Fabrício que num cabeceamento primoroso restabeleceu a igualdade quando  decorriam  69 minutos.

Machada para os palanquinos que  ainda  tentavam puxar da cartola,  mas nada mais se alterou porque os libolenses optaram pela queima de tempo que valeu um cartão amarelo a Lando.

A ARBITRAGEM
Trabalho regular


O trio chefiado por Osvaldo Félix   no primeiro tempo deu boa conta de si quer no capítulo técnico como disciplinar. Mas  na segunda parte   começou com  alguma alternância  na sua actuação , tendo mesmo  fechado os olhos  a um lance que nos  pareceu penalti , quando Jaques na pequena área foi tocado por Jaime.

Melhor em campo
Jacques brilhou


O ponta de lança jaques do Kabuscorp foi que melhor deu nas vistas  ao longo do jogo, esteve bem a defender e melhor a atacar  e os dois golos marcados falam tudo sobre o mérito conquistado ao longo do jogpo. Por isso,  não tivemos  outra  opção que não fosse essa.