Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Kabuscorp e Maquis na quarta-feira

Manuel Neto - 03 de Maio, 2018

Traguil a lamentar o excessivo respeito que a equipa apresentou diante do adversrio.

Fotografia: Matias Neto

O jogo entre o  Kabuscorp do Palanca e o FC Bravos do Maquis, referente à 14ª jornada do Campeonato Nacional  de Futebol da Primeira Divisão, Girabola Zap, inicialmente marcado para domingo no Estádio dos Coqueiros, foi remarcado para quarta-feira dia 9, uma vez que  o recinto vai estar ocupado com uma actividade cultural.
Em função disso, depois do empate a um golo no  domingo em casa do 1º de Maio de Benguela, os palanquinos regressaram só ontem à tarde ao trabalho no Estádio dos Coqueiros, com o objectivo de aprimorarem a estratégia por formas a sonharem com os objectivos traçados para esta época.
O Jornal dos Desportos sabe, que o empate da jornada anterior foi um mal menor para o grupo, uma vez que o objectivo principal da equipa era sair de Benguela com os três pontos na bagagem, aspecto que no final do  jogo levou o técnico Sérgio
e Traguil a lamentar  o excessivo respeito que a equipa apresentou diante do adversário.
\"Entrámos a respeitar demais o adversário, mas na segunda parte o grupo esteve melhor, já pressionou mais, criou mais lances de perigo, procurou o golo, mandámos três bolas à trave, porém, não concretizamos para a vitória”, escusou-se a falar sobre a arbitragem de Mauro de Oliveira, bastante protestada pela equipa técnica do 1º de Maio de Benguela que achou ter  prejudicado o  grupo.
 Marcos Tchivinda, adjunto de Traguil,  prometeu que a formação palanquina vai melhorar de jogo em jogo, para que a caminhada seja triunfal durante o campeonato.
De resto, a terceira posição que a equipa de Bento Kangamba ocupa na tabela de classificação não satisfaz ainda os intentos traçados para esta época.