Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Kabuscorp impe derrota ao Benfica

07 de Maio, 2016

Palanquinos com nova equipa tcnica verga benfiquistas e sobem dois lugares na tabela de classificao do campeonato

Fotografia: Jos Soares

A chicotada psicológica registada no Kabuscorp do Palanca, com a saída do treinador Miller Gomes, provocou efeitos positivo na equipa. Ou seja, o grupo orientado tecnicamente pelo antigo adjunto Mateus Agostinho "Bodunha" conseguiu cumprir com o objectivo perseguido: vencer.

E os palanquinos não precisaram de muito para deixarem o estádio 11 de Novembro com os três pontos. O golo marcado por Fundo, aos 43´, ao concluir de cabeça, uma excelente jogada protagonizada por Doutor Lami, bastou ao campeão do Girabola de 2013, para fazer a festa.

Uma festa que ficou patente na forma como o presidente do clube, Bento dos Santos "Kangamba", aplaudiu a vitória sobre os benfiquistas, assim que o árbitro António Caxala apitou pela última vez no desafio.

O jogo entre águias e palanquinos teve duas partes distintas. A primeira foi bastante pobre. Contando com o golo de Fundo, que "afogou" a águia luandense, viu-se apenas boa coisa aos 28 e 29 minutos, mas Hélio Roque não teve a sorte desejada, devido a categoria evidenciada pelo guarda-redes Mário.

As entradas de Savané e Bena acabaram por revolucionar a forma de jogar dos benfiquistas. A partir do minuto 60, o Benfica de Luanda "alugou" o meio-campo do Kabuscorp e pressionou bastante o adversário. Contudo, os rapazes às ordens de Zeca Amaral tiveram os pés e cabeças "furadas".

A equipa da águia colocou em campo todos os argumentos trabalhados na semana mas não conseguiu visar a baliza defendida por Mário.

Quer os meio-campistas, como os avançados do Benfica, que na segunda parte passaram a jogar com duas setas perigosas, Bena e Amido Baldé, tudo fizeram para chegar ao golo, mas não foram competentes para anular a vantagem do Kabuscorp do Palanca.

A equipa de arbitragem realizou um trabalho sem influência no resultado. Foi bem coadjuvado por Júlio Lemos e Wilson Ntyamba. A fita negra no serviço de ontem, no estádio 11 de Novembro, refere-se ao facto de ter iniciado o jogo com seis minutos de atraso por culpa da equipa do Palanca.


Declarações


Zeca Amaral (Benfica)
“Não fomos felizes”

“A maior parte do jogo perde-se nos erros. Perdemos no final do primeiro tempo, não podemos sofrer golos como aquele. Até àquela altura o jogo estava equilibrado. Entrámos com o intuito de mudarmos, não fomos felizes. O Kabuscorp merece a vitória, mas um empate não ficaria mal”.


Mateus Agostinho (Kabuscorp)
“Atletas foram brilhantes”

 “Felizmente conseguimos uma vitória, que é fruto do trabalho que temos realizado. A equipa trabalhou com o objectivo de conquistar os três pontos, apesar das coisas que têm acontecido na nossa equipa. Vamos dar continuidade ao nosso trabalho. Os atletas foram brilhantes na forma como abordaram o jogo”.