Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Kabuscorp prepara recepo ao Merreick

Paulo Caculo - 01 de Abril, 2015

Kabuscorp desenha estratgia para o adversrio sudans

Fotografia: Nuno Flash

O Kabuscorp começou anteontem, à tarde, a preparar-se  para o jogo com o Al-Merreick do Sudão, agendado para sábado às 16 horas, no Estádio dos Coqueiros, referente à “segunda mão” da penúltima eliminatória de qualificação à fase de grupos da Liga dos Clubes Campeões Africanos.Em desvantagem na eliminatória devido à derrota (0-2) averbada no embate da “primeira mão”, disputado em Cartum, os palanquinos partem convictos de que apenas uma vitória por mais de dois golos  pode colocá-los na fase seguinte da maior competição do calendário da CAF.

Ao contrário da véspera da viagem ao Sudão, o técnico Ljubomir Ristovski pode dar-se por feliz pelo facto de dispor de opções. A recuperação dos médios Paulo Alves e Tresor Mputu é a boa-nova para a equipa técnica do Kabuscorp, que pode ainda contar com o regresso aos treinos do experiente central Kivuvu, que esteve a recuperar de uma lesão no exterior do país.

Caso se confirmem as reintegrações  dos jogadores acima citados, adivinha-se que o treinador  venha a efectuar novas mexidas no “onze, sobretudo no meio-campo, cujas preferências, nos últimos jogos, limitam-se às qualidades de Lami, M'pele M'Pele, Firmino, Mano e Fiston.

Embora seja demasiado cedo para antever a forma como o Kabuscorp prevê jogar nesta decisão da eliminatória frente ao Al -Merreick, é pouco provável que Ljubomir Ritovski venha a manter a mesma equipa titular que perdeu em Cartum. Aliás, já aconselha a velha máxima que sobrevive no futebol, de que em equipa que ganha não se deve mexer ou efectuar alterações.

TREINO

Depois de anteontem, na primeira sessão de treinos da semana, o técnico da equipa do Palanca incidir a preparação nos ensaios de recuperação física no relvado, hoje os ensaios técnicos e tácticos e os exercícios de construção do modelo de futebol pretendido para anular os sudaneses pode começar a fazer parte do trabalho dos palanquinos.

Recorde-se que no jogo de Cartum, o Kabuscorp alinhou com Mário à baliza, tendo o guarda-redes contado com os apoios de Silva, Élio, Lunguinha e Issama no quarteto defensivo. No meio campo jogaram Fiston, Kibeixa, Dax, Lami e Mano, ao passo que Meyong foi a unidade mais avançada da equipa. Entraram na segunda parte M'pele M'Pele, Firmino e Panilson.

OBJECTIVO
Dimas considera
imperioso vencer


O vice-presidente do Kabuscorp do Palanca, José Domingos “Dimas”, confessou  em declarações aos jornalistas, após regresso do Sudão, que qualquer resultado que impedisse a equipa de continuar nas eliminatórias da Liga dos Campeões podia ser considerado um fracasso.“Estamos em crer, que pelos investimentos feitos pelo dono do clube, qualquer resultado que não seja passar esta eliminatória podemos considerar um fracasso”, asseverou o vice-presidente dos palanquinos.

“Desde o princípio que iniciámos a nossa preparação para as competições africanas, focalizamos um objectivo: entrar na fase de grupos e para tal, teremos de passar a eliminatória”, esclareceu José Domingos “Dimas”.O dirigente da equipa do Palanca afirmou haver intenção do Kabuscorp apresentar uma queixa à Confederação Africana de Futebol (CAF) sobre o comportamento dos adeptos do Al-Merreick e da equipa de arbitragem durante o jogo de Cartum. O vice-presidente José Domingos “Dimas” esclarece que o documento a manifestar total repúdio é enviado à Federação Angolana de Futebol (FAF), enquanto órgão reitor do futebol em Angola e representante dos clubes perante a CAF.