Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Kabuscorp regressa s vitrias

Antnio Flix - 10 de Julho, 2018

O Kabuscorp do Palanca depois da vitria de ontem sobre o Domant subiu um degrau na classificao

Fotografia: Dombele Bernardo | Edies Novembro

O Kabuscorp do Palanca, depois de duas derrotas, regressou às vitórias ,ao ganhar ontem , ao Domant do Bengo, por 2-1, em jogo disputado no estádio dos Coqueiros, pontuável para 22ª jornada do Girabola, onde agora \"saltou\" do décimo primeiro para o décimo segundo lugar.
Trata-se de um resultado e posição que animam mais a equipa, fruto do desempenho protagonizado nos dois períodos do jogo, em que, na primeira, sobressaiu o equilíbrio competitivo que pode ser justificado com a igualdade (1-1) com que foram as duas equipas para os balneários ao intervalo e, depois, uma segunda parte em que a turma do Palanca \"mandou\" mais do que os visitantes.
Filhão, do Kabuscorp do Palanca, foi quem inaugurou o marcador, quando decorriam 41 minutos de jogo, isto é, já quase ao fecho da primeira parte, mas a \"festa\" que proporcionou ao seu corpo técnico e aos poucos adeptos que ontem acorreram aos estádio dos Coqueiros esvaiu-se dois minutos depois, quando, pela equipa visitante, Mabululo estabeleceu a igualdade.
Na verdade o jogo foi mais emotivo na segunda parte, porque o Kabuscorp do Palanca lançou para o rectângulo de jogo dois jogadores ousados, Kalero e Nandinho, que deram mais velocidade às jogadas da equipa sobretudo no meio campo. Dr. Lami, nas laterais tornava ainda mais letal o ataque da equipa.
E foi aos 65 minutos do segundo tempo que, numa jogada aparentemente inofensiva, o extremo palanquino Nandinho elevou (2-1) a \"conta\" a favor da sua equipa, naquele que é o seu terceiro golo no campeonato.
O Domant tinha de ser mais veloz para contrariar o adversário. Não bastava nem bastou-lhe solicitar apenas jogadas para Mabululo e Kabibi, este que, diga-se foi a principal referência da equipa. A estratégia defensiva montava pelo Kabuscorp amarrou também as acções de Mabululo, que teve ao seu encalço o policiamento eficaz de Mussumari quando tentasse desbaratar a defensiva palanquina.
Por pouco, aos 38 e aos 40 minutos , o Kabuscorp poderia ampliar a vantagem para 3-0: primeiro, Filhão com a baliza contraria à sua mercê chutou torto para cima e, na segunda, Nelito atirou para a figura do guarda-redes do Domant, Victor. De resto, por tudo quanto se passou em campo o resultado ajusta-se perfeitamente. O Kabuscorp sabia que teria uma partida difícil diante de uma equipa jovem, que corre muito, mas contornou-a muito bem. E este feito vai galvanizar certamente o grupo para o jogo da próxima jornada diante do super motivado Sporting de Cabinda, a disputar-se nos Coqueiros.