Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Kabuscorp tenta\\\"fuga em frente\\\"

Augusto Panzo - 15 de Abril, 2017

O Kabuscorp é das poucas equipas a vacilar em campo no que toca aos jogos em casa.

Fotografia: Jornal dos Desportos

No sentido de promover uma fuga à perseguição impiedosa que lhe é imposta pelos seus principais concorrentes e sem menosprezos para com a equipa vinda do Saurimo, é ponto assente de que os palanquinos têm maiores probabilidades de vencer se tivermos em conta as performances que conseguiram desde o arranque da prova.

O Kabuscorp é das poucas equipas a vacilar em campo no que toca aos jogos em casa. Nesta condição, até agora, somou três vitórias, um empate e nenhuma derrota em quatro partidas realizadas, soma que deixa um sério aviso ao adversário de hoje à tarde.

A  partida se reveste ainda de outro pormenor importante, por colocar no rectângulo de jogos o melhor marcador da actualidade, curiosamente pertencente ao conjunto palanquino, que vai igualmente tentar fazer o gosto ao pé, no sentido de ampliar o sua conta na tabela dos melhores marcadores.

Com relação ao Progresso da Lunda Sul, que está a viver novos momentos devido à troca de treinadores (saiu Paulo Figueiredo e entrou Albano César), encontra-se em franca recuperação, pois, desde que foi operada a mudança dos técnicos conseguiu já somar duas vitórias consecutivas, o que constitui motivo de muita atenção para os opositores.

Considerada equipa sensação na edição passada, a equipa agora orientada tecnicamente por Albano César vai querer impor o seu futebol diante do líder do Girabola, para que lhe seja reconhecida a capacidade competitiva que estava a perder desde o arranque do campeonato.

DESPORTIVO- S. RITA

O Desportivo da Huíla mede forças esta tarde com o Santa Rita de Cássia FC, num jogo marcado para às 15H30´no Estádio do Ferroviário, enquadrado na continuidade da ronda 10 do Girabola Zap de 2017 que teve início ontem no Estádio do Buraco com o confronto entre Académica do Lobito e Petro de Luanda.

De primeira, os militares da região Sul entram em campo com o favoritismo a seu pendor, devido aos performances até aqui mostrados, sobretudo nos jogos caseiros, onde têm dois triunfos, um empate e uma derrota, em quatro partidas.

O Desportivo é um conjunto bem conhecido pela sua agressividade quando joga em sua casa, factor que põe em estado de alerta a formação do santuário do Uíge, pois terá de se acautelar até à exaustão, para que não saia derrotado das terras altas da Chela.

A diferença pontual entre as duas equipas é de ínfimos quatro pontos (10/6), motivo que vai obrigar o Desportivo a lutar seriamente pelos três pontos em jogo, de maneira a procurar fugir da zona de instabilidade em que ainda se encontra, facto que aumenta as expectativas quanto ao duelo desta tarde na cidade do Lubango.


MÉDIO
Manuel desfalca Palanquinos


O médio Manuel desfalca a equipa do Kabuscorp do Palanca no jogo de hoje às 16h00 diante da turma do Progresso da Lunda Sul, para a décima jornada do Girabola Zap.

O atleta contraiu lesão no jogo da jornada passada com o Interclube. A ausência do atleta implica mudanças no sector intermediário do grupo. Por isso, a equipa técnica encabeçada por Romeu Filemon ao longo da semana ensaiou Chico Caputo e Mavica no sentido de preencher a vaga deixada por Manuel.

A equipa tem hoje a missão espinhosa de regressar as vitórias diante do Progressos da Lunda Sul, equipa que vem ganhando forma desportiva agora sob comando de Albano César que substituiu Paulo Figueiredo do comando técnico dos Lundas.

Quim Manuel técnico adjunto do Kabuscorp, prometeu ao Jornal dos Desportos que a equipa tudo vai fazer no sentido de regressar as vitórias.

"Reconhecemos que estaremos diante de uma equipa que vem ganhando espaço e sempre que joga em Luanda nos complica bastante, mas atentos a todas as componentes inerentes ao jogo, faremos tudo para contrariam as intenções deste adversário", disse o técnico.

O adjunto de Filemon disse estar bastante satisfeito pela postura que o grupo apresentou ao longo do trabalho da semana.

"O grupo interpretou da melhor maneira os trabalhos da semana, o que me leva estar crente num bom resultado. Fizemos um trabalho integral do grupo e notamos muita coesão . Temos apenas a fazer ligeiras mexidas que não muda muito a estrutura da equipa",disse.
Manuel Neto