Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Kangamba acredita na manuteno do Kabuscorp

Augusto Panzo - 18 de Outubro, 2009

presidente do Kabuscorp, Bento Kangamba crena na manuteno

Fotografia: Jornal dos Desportos

O presidente do Kabuscorp, Bento Kangamba, reforçou ao “Jornal dos Desportos”, a crença na manutenção da sua equipa no Girabola, e está seguro de que o conjunto do Palanca não vai perder qualquer dos dois jogos que ainda restam por disputar no Girabola.
Embora espere dificuldades no jogo do Huambo, frente ao Recretativo da Caála, Bento Kangamba realçou a ideia de que a sua formação está apta para o que der e vier.
“Prometi, à entrada destes últimos cinco jogos do Girabola, que o Kabuscorp não perderia mais nenhum jogo. E, como podem notar, em três partidas disputadas, conseguimos ganhar duas e empatar uma. É lógico, que temos ainda seis pontos em jogo e necessitamos, a todo o custo, desses pontos”, disse Bento Kangamba.
O dirigente do Kabuscorp disse aguardar por um jogo bastante disputado diante do Caála e que a sua “tropa” está em prontidão para o embate.
“Temos o jogo diante do Recreativo da Caála que considero difícil, mas que encaro como normal. Vai ser um grande jogo, apesar de ser disputado em casa do adversário, que é a cidade do Huambo, uma cidade bem conhecida por nós. A verdade, porém, é que quem cometer menos erros poderá vencer o desafio e espero que o Kabuscorp cometa menos erros para que seja o vencedor da contenda”, disse.  
Quanto à difícil situação classificativa da sua equipa, Bento Kangamba está tranquilo, por estar convicto que o Kabuscorp vai ganhar os dois últimos jogos do Girabola para aliviar a corda do pescoço.
“A situação classificativa do Kabuscorp não está nada tão complicada como se pensa. O Kabuscorp só tem de ganhar os dois jogos que faltam e mais nada, para não ter de depender de terceiros”, afirmou o presidente da agremiação desportiva do Palanca. 
                  
Jogo dos Kuricutelas
vai arrastar multidão

O jogo entre o Recreativo da Caála e o Kabuscorp do Palanca promete arrastar, para o Estádio dos Kuricutelas, o maior número de pessoas para assistirem à partida que, em princípio tem o cariz de vida ou morte para os dois conjuntos.
Ambos precisam de somar os três pontos, para se aliviar do espectro da despromoção que lhes persegue, pois, assim exige a situação classificativa das duas formações que, à entrada desta 25ª jornada, estão em igualdade pontual, ostentando, cada uma delas, 29 pontos, tidos como poucos para assegurar a permanência. 
Dada a elevada importância da partida, os técnicos das duas equipas prepararam os seus pupilos à medida das encomendas, de forma a contornar as estratégias gizadas pela equipa adversária.
Mas, apesar desses contornos de que se reveste o desafio, o conjunto do Palanca mantém um discurso vitorioso, quer seja da parte dos dirigentes, quer seja dos técnicos, jogadores e inclusive da sua massa de adeptos.
Todos alinham pelo diapasão de que uma possível derrota amanhã, diante do Recreativo da Caála, pode significar, no mínimo, a disputa da liguilha para assegurar a manutenção.