Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Kangamba reitera ambio lutar pelo ttulo

Jlio Gaiano, no Lobito. - 06 de Julho, 2016

Presidente do clube do Palanca ainda acredita na conquista Girabola Zap 2016

Fotografia: Paulo Mulaza

O presidente de direcção do Kabuscorp Sport Club do Palanca, Bento dos Santos “Kangamba”, reiterou a pretensão da equipa principal de futebol continuar a lutar pela conquista do Girabola Zap 2016, em função dos investimentos (materiais e financeiros) efectuados este ano.

“Uma equipa, como a do Kabuscorp ,não deve pensar baixo. A nossa aposta é o título do Girabola Zap, daí, que no desafio com a Académica do Lobito, tivemos de poupar sete jogadores titulares, incluindo os reforços que inscrevemos para a segunda volta. Estamos descansados e sabemos o que estamos a fazer”, referiu.

Bento Kangamba deu a entender que a nova equipa técnica, liderada por Romeu Filemon, tem a incumbência de devolver a alegria à massa apoiante do clube. Sem fazer referência a isso, nas entrelinhas, deixou a perceber que ao antigo seleccionador nacional AA, foi-lhe  dada liberdade de trabalhar e decidir sem interferência externa.

“O nosso objectivo é claro, e  jamais abdicaremos dele. Podem crer, as próximas cinco jornadas vão ser a doer, pois tudo faremos para alcançar o 1º de Agosto na liderança, e se poder, ultrapassá-lo. Temos um plantel à altura das encomendas, aliás, de outra forma não poderia ser”, asseverou.  

Para Bento Kangamba, a Taça de Angola serviu para testar alguns jogadores, que ao longo da primeira volta foram menos utilizados, que ainda podem servir os interesses do clube. Segundo o presidente do Kabuscorp, apesar de derrotada aos penáltis pela Académica do Lobito, a rapaziada portou-se bem em campo, não pôde fazer mais por infelicidade do árbitro José Álvaro, que invalidou um “golo limpo” a favor da sua equipa.

O grémio afecto à Kangamba Business Corporation (Kabuscorp), fundado em 1994, tem no seu historial um título do Girabola (2013) e da Supertaça (2014). Por conquistar, está a Taça de Angola, uma tarefa adiada por enquanto, para o próximo ano, na sequência do afastamento prematuro nos oitavos-de-final.


DAX ESTÁ DE REGRESSO
Dispensados reforçam palanquinos


Consumada que está a impossibilidade de conquistar o segundo maior troféu da competição interna - Taça de Angola - a aposta da direcção do Kabuscorp Sport Clube do Palanca, liderada pelo empresário Bento dos Santos "Kangamba", passou para o título do Girabola Zap2016.

Para fazer jus à pretensão, na reabertura de inscrições para o segundo turno do campeonato, a direcção do Kabuscorp do Palanca contratou o professor Romeu Katatu Filemon, em substituição do jovem técnico João Cláudio “Miller” Gomes, e reforçou o plantel com alguns jogadores dispensados pelos outros clubes.

À excepção do central Chico Caputo, que abandonou o Porcelana FC do Cazengo, por incumprimento contratual, o defesa Nzinga foi dispensado da Académica do Lobito, e os médios Dax e História foram mal sucedidos no Interclube.

O treinador Romeu Filemon,  a maior contratação operada pelo presidente Kangamba, interrompeu  o trabalho  na Selecção Nacional AA ao serviço da Federação Angolana de Futebol (FAF).

Romeu Filemon já orientou no Campeonato Nacional de Futebol da Primeira Divisão, Girabola Zap, as formações do Sonangol do Namibe (actual Atlético), Benfica do Lubango, Santos FC,1º de Agosto e Benfica de Luanda.
JG