Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Kito Ribeiro analisa Girabola

Avelino Umba - 25 de Novembro, 2017

Treinador angolano defende mais aposta nos jovens jogadores

Fotografia: kindala Manuel| Edições Novembro

O treinador Kito Ribeiro que na última época orientou o Progresso do Sambizanga, considerou há dias em entrevista ao Jornal dos Desportos, que o campeonato terminado recentemente, teve boa qualidade por que as equipas apresentaram-se bem do ponto de vista técnico e táctico, apesar do percalço do Recreativo do Libolo e do Kabuscorp do Palanca, que os retirou muito cedo da luta ao título da competição.
Kito Ribeiro considerou, por outro lado, que as atenções no campeonato devem estar viradas para os jogadores jovens, são eles os garantes do bom futebol em Angola.
"Tivemos um campeonato competitivo, com boa qualidade técnica, em que  muitos jogadores novos se destacaram, mostraram trabalho e deve merecer o nosso carinho. Deste modo, devem continuar a lutar, porquanto têm o seu trabalho vistoso para as futuras selecções nacionais,  têm características que entendemos que uma equipa deve ter ", disse.
Apesar disso, segundo ainda Kito Ribeiro, nem tudo foi um "mar de rosas", dadas algumas manchas que houve, desde o principio ao fim do campeonato, como os "casos" de secretaria.
"Embora, o campeonato fosse bom do ponto de visto técnico e táctico, como treinador sei que existe uma lei, segundo a qual, a prova não deve terminar com problemas de secretaria, porquanto, devem ser primeiro solucionados a duas jornadas antes do fim da mesma. Desta feita, o campeonato devia ter uma pausa para resolver o problema do Progresso da Lunda - Sul, e só assim, a Federação Angolana de Futebol estava em condições de terminar a prova.  Isso não foi acautelado, ficou manchado com mais um caso que devia ser resolvido de forma antecipada, isso, acompanhado da falta de comparência do JGM do Huambo, assim como do Progresso da Lunda - Sul em sua própria casa", referiu.
O diálogo nada abonatório, entre os treinadores Mário Soares (Desportivo da Huíla) e Beto Bianchi (Petro de Luanda) no jogo entre militares da Região Sul e tricolores, que se disputou no Lubango, também mereceu o reparo de Kito Ribeiro que considerou uma atitude "nada saudável",  e que provocou uma colisão face a um mal entendido, mas já superado.
Um outro momento marcante para o campeonato, segundo Kito Ribeiro, foi a morte de vários adeptos no exterior do Estádio 4 de Janeiro, no Uíge, por altura do jogo Santa Rita da Cássia FC - Recreativo do Libolo, no arranque da competição.
"Os clubes, a Polícia Nacional, INEMA e outros intervenientes ligados às questões de jogos, deviam acautelar a situação, para que isso não acontecesse. De resto, foi um campeonato bom", sublinhou.