Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Lder pode ampliar vantagem

Betumeleano Ferro - 11 de Setembro, 2016

Militares recebem os diamantferos determinador a vencerem e manterem a caminhada rumo ao ttulo

Fotografia: Jos Soares

A liderança do 1º de Agosto pode sair mais reforçada esta noite se os militares venceram o Sagrada Esperança. O jogo que começa, às 18h00, no Estádio 11 de Novembro, tem como aliciante o facto de os militares jogarem com o resultado do Petro de Luanda, e, com a incerteza do que vai acontecer quarta-feira, 14, nas deslocação do Libolo ao terreno do 4 de Abril.

Os rubro negro entram em campo com o foco em alargar a passada para manter a vantagem sobre os seus maiores perseguidores. Os últimos confrontos em Luanda com os diamantíferos têm confirmado o seu domínio, mas cada jogo tem a sua história e o líder não pode adormecer nas boas recordações do passado.

O 1º de Agosto sabe que os problemas internos que afectam o desempenho competitivo do Sagrada Esperança de modo algum significam fraqueza total do adversário. Os lundas estão a perder o brilho por culpa própria, mas apenas no final da partida é que se vai conhecer o vencedor.

A diferença pontual entre os contendores demonstra, que há mais abundância de qualidade no plantel anfitrião. Contudo, é inegável que as individualidades militares podem ganhar o jogo num laivo de inspiração, mas este potencial tem de ser usado em proveito do colectivo. Se isto não acontecer o brilho dos diamantíferos pode reluzir de novo no campeonato.

A paragem do campeonato é capaz de estorvar mais o desempenho do líder, não obstante os dois jogos realizados na Torneio "Taça Patrono da FESA", ao contrário dos lundas que na quarta-feira, 8, disputaram os quartos de final da Taça de Angola. É verdade que esta partida não correu bem para aquilo que pretendiam, mas seguramente foi uma boa oportunidade para o corpo técnico conseguir medir com exactidão até que ponto o defeso afectou a forma desportiva do plantel.

 O Sagrada Esperança envolveu-se em problemas desnecessários e perdeu o foco no campeonato. As oportunidades de pontuar diante do 1º de Agosto são escassas, não apenas pelo factor emocional mas acima de tudo pela excelente campanha do adversário.

Os diamantíferos, apesar do voluntarismos dos seus atletas nada faz crer que sejam capazes de fechar o périplo por Luanda com uma vitória e acreditarem que a esperança pode ser sagrada.Os lundas estão algo folgados na classificação, mas precisam resolver os seus problemas internos para alcançarem a estabilidade competitiva. Ninguém dúvida do potencial da equipa, contudo, é inegável que a situação do treinador tem de ficar definida de uma vez por todas, pois, adiar esta decisão importante só favorece as equipas contrárias.

FILIPE NZANZA
“Vamos priorizar as vitórias”


O técnico -adjunto da equipa do 1º de Agosto, Filipe Nzanza, defendeu em conferência de imprensa, que nesta altura o conjunto militar está mais interessado em ganhar os jogos, do que  fazer boa exibição.  Embora, admita que a intenção é unir o útil ao agradável, sublinhou que os pontos são decisivos para os objectivos preconizados.

 Para a partida de hoje, às 18h00, no Estádio 11 de Novembro, com o Sagrada Esperança, o treinador insiste que a vitória é o desfecho que mais se enquadra no desafio traçado para esta época.   O auxiliar de Dragan Jovic justificou a decisão, considerada por muitos como uma posição que não se enquadra no estatuto da equipa, pelo facto de serem as vitórias que levam os rubro - negros à conquista do tão ansiado título, remete as exibições para plano secundário.

"Primeiro, queremos ganhar o jogo, os três pontos são mais importantes que a exibição, porque esta vem depois. Estamos conscientes que é com as vitórias que nos sagramos campeões nacionais", recordou o técnico.

"Estamos à frente e vamos fazer tudo para mantermos a vantagem, para no final sermos campeões. Queremos ganhar os jogos, para depois fazermos as contas ", disse na sexta-feira, no ex -RI20. O ataque dos agostinos precisa de melhorar a finalização, uma situação que de acordo com o antigo médio militar, foi trabalhada durante a semana para voltar a ser eficaz."Defensivamente, a equipa está bem. Em cinco jogos sofremos um golo, mas queremos melhorar o ataque, que está um pouco em baixo e vamos fazer tudo para melhorá-lo", disse.

Filipe Nzanza analisou pela positiva, a formação diamantífera, mas assegurou que o objectivo dos rubro - negros está centrado na vitória, caso contrário comprometem as aspirações.

"É uma boa equipa, apesar da posição em que ocupa na classificação. Joga bem, gosta de posse de bola, tem bons jogadores e neste momento a equipa técnica está a ser liderada por antigos praticantes, mas o nosso objectivo é ganhar e vamos fazer tudo para concretizar este objectivo", analisou.

A recuperação de dois jogadores aumentam o leque de opções da equipa técnica para este desafio, porque como disse Filipe Nzanza, "numa semana fizemos o jogo da FESA, na segunda-feira jogamos com o Benfica de Luanda e nesta semana, fizemos a preparação do jogo com o Sagrada. Penso que a semana correu bem, o Buá já está recuperado a 100 por cento, o Fissy também está recuperado e pode jogar", elucidou.

Considerou que a conquista do torneio Patrono da FESA serviu de motivação adicional  aos jogadores.                                            JN


PLANTEL
Capitão destaca motivação do grupo


O capitão da equipa do 1º de Agosto, Dany Massunguna, manifestou em nome do grupo, a ambição dos militares conquistarem a vitória hoje na recepção ao Sagrada Esperança da Lunda Norte.

"Acredito, que a equipa está bem. Os colegas mostraram um bom empenho e comportamento ao longo da semana de trabalho. Estamos preparados para fazer um bom jogo com o Sagrada e conquistar três pontos", disse em conferência de imprensa, na sexta-feira.O experiente defesa -central minimizou a pressão exercida pelo segundo classificado, preferiu manter a concentração no que podem fazer para atingirem o seu objectivo.

"Não estamos preocupados com quem vem a atrás de nós. Estamos  preocupados apenas connosco, porque queremos ganhar todos os jogos para manter a diferença pontual, de modos a continuar na liderança",  declarou.

Massunguna garantiu ser esta a boa oportunidade para conquistar o título, depois de muitos anos a representar o clube. "Esse, é o momento que temos de aproveitar, não queremos deixar fugir a oportunidade", realçou.

"Pelo tempo que estamos aqui no clube merecíamos um título, mas vamos lutar para o campeonato, para que o nosso sonho se torne realidade", finalizou o central marcou três golos no campeonato esta época.         JN