Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Lder tomba em Saurimo

Pedro Augusto - 07 de Agosto, 2016

1 de Agosto averba a terceira derrota na deslocao Lunda Sul na visita ao Progresso local num jogo equilibrado e bastante emotivo e pode ver reduzida a vantagem

Fotografia: Jos Soares

Os militares foram ontem forçados a abrandar a progressão rumo à conquista do título. Na deslocação à Lunda Sul, não conseguiram evitar a derrota ante o Progresso que impôs-se com valentia e autoridade.
 
O jogo esteve aberto, o 1º de Agosto procurava fazer jus ao seu estatuto de líder da prova e favorito, mas do lado contrário esteve um Progresso da Lunda Sul desinibido, confiante e determinado a lutar pelos três pontos até às últimas consequências, obrigando o seu oponente a não arriscar muito no ataque.

À medida que o jogo desenrolava a incerteza de quem venceria a partida aumentava ainda mais. À passagem do minuto setenta e oito, num rápido contra-ataque, a equipa orientada por Kito Ribeiro cumpriu a promessa e marcou o único golo da partida, por intermédio de Norberto.

O ataque dos militares em várias investidas ainda tentou a todo custo visar a baliza contrária com lances individuais, mas sem sucesso e resumia-se na imperfeição dos seus avançados, que apesar de saberem como e quando devem fazer para marcar, não encontravam soluções para o fazer.

Ary Papel e Gelson, a dupla mais temível do Girabola Zap, procurou todos os espaços para marcar, contudo, sem sucesso. Os dois atletas tentaram algumas arrancadas e mostraram estar muito bem fisicamente, ainda assim, não conseguiram evitar a derrota da sua equipa e arriscam-se a ver o campeão nacional em título a reduzir a desvantagem, caso vença hoje o Petro de Luanda no prosseguimento da jornada.

Estabilizada que está a aeronave, o ASA continua a surpreender pela positiva e a realizar voos tranquilos e a deixar a zona dos aflitos. Depois da vitória frente ao Libolo na ronda passada, que para muitos parecia obra do acaso, ontem, os pupilos de Corola provaram que estão na rota certa.

Na deslocação ao Dundo, com bastante humildade e disciplina táctica derrotaram o Sagrada Esperança, por 2-0, resultado que não estava nas previsões dos lundas, formação que entrou com um sector defensivo de recurso, sem brilho e não conseguiu parar as investidas do ataque contrário.

Os golos dos aviadores foram apontados por Nelito aos  31, num golo de belo efeito, ao concluir um ressalto de bola. O atacante do ASA em tarde de inspiração, voltou a estar em evidência no lance do 2-0, ao servir o camaronês Fosso que não teve dificuldades em ampliar o marcador, após um lance de contra-ataque. O Sagrada ainda se deu ao luxo de falhar uma grande penalidade por Love com a bola a embater no poste.

Na Caála, o Benfica travou o ciclo vitorioso dos anfitriões. Numa partida emocionante e aberta, os dois conjuntos procuraram a supremacia e a vantagem no jogo. A equipa orientada por Zeca Amaral não se deixou intimidar pelo histórico do adversário em casa e Jacek num golpe de cabeça silenciou o estádio Mártires da Kanhala. Os pupilos de Alberto Cardeau reagiram mas não conseguiram evitar a derrota.

A águia com este resultado volta a provar que está viva para o que der e vier, e jogo após jogo vai acalentando ainda algumas esperança de chegar lá, não obstante estar a depender de terceiros. Os últimos dois resultados relançam a equipa encarnada, enquanto os caalaenses consideram que a derrota foi apenas uma contingência do jogo.