Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Leses do campeonato assustam goleador do Maio

23 de Novembro, 2017

Os homens ligados organizao do futebol no pas

Fotografia: Jornal dos Desportos

O segundo melhor marcador do GirabolaZap, Kaporai, do 1º de Maio de Benguela, considera  que todas as equipas não devem marginalizar os jogadores que se lesionam, como pareceu acontecer na última época.
Para si a onda de lesões é outra preocupação que deu muito que falar porque afastou muitos atletas dos relvados. \" É um problema sério e real que não deve ser negligenciado. As pessoas devem sentar e debater com profundidade. No ano passado fui vítima desse fenómeno que por pouco me afastou do GirabolaZap. Este ano foram muitos jogadores que terminaram a competição no estaleiro. Há que se resolver o problema que enferma a qualidade do nosso futebol\", defendeu.
A má qualidade dos relvados onde se joga futebol no país condiciona. de certa forma, a arte de marcar golos. Kaporai também sentiu dificuldades para dilatar a cifra (11) que atingiu.
\"É uma das causas, mas existem outras, se calhar as mais graves. Os homens ligados à organização do futebol no país, incluindo os governos provinciais, devem resolver este problema. Não basta pagarem bons salários e prémios atractivos e os atletas a correrem em campos maltratados\", deplorou.
\"É preciso criar condições básicas de forma que os nos nossos relvados praticáveis. Para isso, a FAF deve impor-se e sancionar aos que incumprirem com as recomendações baixadas a este propósito\", aconselhou o avançado.
Só há bons jogadores, só há excelente qualidade de futebol quando um jogador tem também estabilidade psicológica. Sobre estes factores, o avançado do 1º de Maio de Benguela, foi peremptório. \" Muitos jogadores passam por necessidades financeiras graves. Consta, por exemplo, que o 1º de Mio, não dispõe de valores para acudir o problema do atleta. Pior do que isso, é o atleta obrigado a trabalhar mesmo nessas condições difíceis, sob pena de perder a titularidade, o que agravaria ainda mais a situação\", revelou o dianteiro.
Diante desta realidade \"fica complicado, da minha, aguentar-se por muito tempo, a menos que se buscam forças suplementares para se vencer tais adversidades\", acrescentou.
Kaporai, a terminar voltou a agradecer ao técnico Agostinho Tramagal pelas oportunidades que o concedeu. \"Os meus agradecimentos estendem-se aos técnicos Nfinda Mozer, Hélder Teixeira e Agostinho Tramagal por tudo que fizeram para mim, mas, foi mesmo com o professor Tramagal que mais me abri e fez de mim um jogador de referência no GirabolaZap. Por isso, estou grato por ele\", elogiou.
O avançado agradece, igualmente, direcção do Estrela Clube 1º de Maio de Benguela \"Com a equipa, com o clube ganhei o meu espaço e tenho fortes possibilidades de singrar e impor-me no mosaico futebolístico nacional\", rematou.