Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Leste pode decidir o título

Betumeleano Ferrão - 22 de Outubro, 2017

Militares jogam hoje à tarde no 11 de Novembro e tricolores no Dundo

Fotografia: Mota Ambrósio | Edições Novembro

A questão do título é capaz de ganhar novos contornos no final dos jogos Sagrada Esperança - Petro de Luanda, às 15h00, no Dundo, e 1º de Agosto - Progresso da Lunda Sul, às 17h30, no estádio11 de Novembro. Militares e tricolores, os únicos com chances de erguer o caneco, defrontam adversários traiçoeiros, as hipóteses de deslize são reais para qualquer um deles, mas nada melhor do que esperar para ver se os rivais se mantêm nas posições actuais, ou se a parceria na liderança vai mesmo ser desfeita.

Primeiro a entrar em cena, o Petro de Luanda vai tentar pressionar o rival com uma vitória extramuros, a possibilidade de ser líder, embora à condição, vai motivar o tricolor a mostrar atitude competitiva para somar a totalidade dos pontos diante do complicado Sagrado Esperança.

O estádio do Sagrada Esperança é de boa memória para o tricolor, realmente foi necessário esperar até o início dos anos 90 para começar a perder lá, um dado estatístico capaz de impedir que os ventos do Leste atrasem o campeão dos campeões da rota do título.

A generosidade do Sagrada Esperança vai dar todo o espaço que o Petro de Luanda necessita para se esticar em campo, o tricolor tem a obrigação de ditar o ritmo em campo porque não tem muito por onde escolher, ou arranca a vitória à ferros, se necessário for, ou se coloca numa situação indelicada e irrecuperável a duas jornadas do fim.

O gordo placar da primeira volta talvez não volte a se verificar essa tarde, mas o Petro de Luanda tem de ir buscar inspiração no passado para se manter na corrida pelo título. Sem margem de erro, o tricolor tem de atiçar o espírito de competição para forçar o Sagrada Esperança a se desorientar, o que a acontecer vai permitir que as brechas criadas resulte em algo de bom, nem que seja o apertado 1-0.

A espera de um provável deslize do rival, o 1º de Agosto entra em cena já a saber de quanto vai precisar fazer ou para igualar ou para fugir na liderança. O Progresso da Lunda Sul é um oponente acessível, mas fica claro que o que a acontecer no Dundo vai condicionar, até certo ponto, o desempenho dos militares.

A revalidação depende apenas do 1º de Agosto, todos sabem como proceder para abrir a champanhe da consagração, a partir de agora a eficácia vale mais do que o espectáculo, pelo que os militares não vão ter dificuldades de optar entre ganhar e jogar bonito.

O título merece todo o sacrifício até imaginário, assim há fortes motivos para acreditar que os militares vão dar até o que não têm para impedir que o físico crie dificuldades inesperadas. O jogo a meio da semana pode cobrar o seu tributo, mas não deve ser nada anormal, pois o futebol também tem os seus ossos do ofício e o 1º de Agosto está disposto a se sacrificar em dose dupla para chegar a glória.

Além do resultado do Petro de Luanda, o único motivo de inquietação do 1º de Agosto é a posição aflictiva do Progresso da Lunda Sul na classificação. Os lundas estão na zona de descida, pelo que estão na fase do tudo ou nada, o Progresso tem todo o direito de se comportar como se estivesse numa final, outro tipo de postura pode ser o princípio do fim, porque depois só vão faltar mais 2 jogos.

Os antagonistas lutam por objectivos diferentes mas estão unidos pela mesma causa comum, não perder o jogo. A obrigação de vencer é a mesma para o 1º de Agosto e para o Progresso da Lunda Sul, ainda bem que é assim porque entram em campo sem desculpas para não arriscar.


DRAGAN JOVIC          
“Somos favoritos nos três jogos”


O técnico do 1º de Agosto, Dragan Jovic, acredita na qualidade do plantel que tem à disposição para ganhar os três jogos que faltam por disputar no Girabola Zap e, com isso, revalidar o título de campeão nacional, a começar pelo duelo desta tarde, às 17h30, no estádio 11 de Novembro, diante do Progresso da Lunda Sul, referente à 28ª jornada. O bósnio admite dificuldades nos três confrontos, tendo em conta os objectivos dos três  adversários, sendo que dois (Progresso da Lunda Sul e ASA) lutam pela permanência na competição.

“Somos favoritos nos jogos que se seguem, ainda assim serão muito difíceis, vejamos, o Progresso (da Lunda Sul) e o ASA lutam para não descer de divisão e o Kabuscorp já nos venceu na primeira volta. Será difícil mas temos qualidade e queremos também conquistar o campeonato, teremos dificuldades  mas vamos vencer estes 3 jogos”, afirmou, numa entrevista publicada no site oficial do clube militar, fazendo uma antevisão sobre a ponta final do campeonato. Dragan Jovic garantiu que o grupo está moralizado e que atravessa algum cansaço pelo volume de jogos durante a época, aliado as constantes lesões.

“A equipa está boa, mas um pouco cansada, porque tivemos muitos jogos em um curto espaço de tempo mas ainda assim, não temos muitos problemas”, referiu, elogiando o trabalho desenvolvido pelo corpo médico na recuperação dos atletas.

“Quero deixar também uma palavra de apresso à nossa equipa médica que tem feito tudo para recuperar  os jogadores, 24 horas por dia, sem folgas. Não é fácil, tivemos uma longa temporada e com muitos jogadores a representar a selecção nacional, por isso o trabalho da equipa médica tem sido fantástico”, disse o timoneiro agostino.

O técnico destacou o apoio que os adeptos têm prestado à equipa e apelou que continuem de "mãos dadas" com os campeões em título para que no final da competição voltem a comemorar juntos a conquista de mais um título.

“Gostaria de apelar aos nossos adeptos, para puxarem pela equipa, e prometo em meu nome, da equipa técnica e dos jogadores, que tudo faremos para ganharmos o campeonato, como nosso primeiro objectivo e também a taça. Mas tudo isso só será possível com os nossos adeptos a apoiar a equipa, porque só unidos podemos alcançar todos os nossos objectivos. É importante que nos apoiem nos bons e maus momentos. Também peço que desliguem o televisor e dirijam-se ao Estádio 11 de Novembro”, concluiu confiante o técnico.                                  JORGE NETO