Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Libolenses com disputa difcil

24 de Julho, 2016

Tetracampeo tem hoje tarde em Calulo misso difcil

Fotografia: Mota Ambrsio

O Recreativo do Libolo tem esta tarde um teste difícil, diante do Interclube, o jogo começa às 15h00 em Calulo, e é de difícil prognóstico, porque os polícias estão a fazer uma boa campanha no campeonato. O campeão anda atrás da revalidação, motivo por que é forçado a mostrar as credenciais em campo, para continuar de olho no título.

O Libolo joga em casa, mas tem de correr muito, para impedir que o Interclube  estrague o domingo. Os libolenses estão a fazer um campeonato de recuperação, sabem que qualquer ponto desperdiçado pode complicar as contas finais.

A diferença de qualidade entre contendores é mínima, os libolenses aparentam mais chances de vencer, mas têm poucas hipóteses de inclinar o campo. É certo, que o campeão  joga ao ataque, mas vai ter de ser cauteloso para evitar ser surpreendido pelo Interclube.

O Interclube é o quinto na classificação, está a tirar o sono, aos demais competidores. A bem da verdade, é fácil perceber por que é indesejável defrontar um adversário que está confortável no campeonato, apesar de ter marcado só 16 golos.

O poder de eficiência dos polícias, não tem comparação no campeonato, acaba por ser uma verdadeira lição aos adversários, porque estão a provar que para somar e seguir nem sempre é preciso ter veia goleadora.

A eficiência do Interclube força o Libolo a ser astuto como a serpente e inocente como as pombas. Ou seja, a equipa tem de atacar mas tem de evitar cometer o erro de ficar inclinado num dos lados, as compensações têm de ser feitas para impedir que a já conhecida eficácia policial faça a diferença.

O Libolo entra em campo para resolver o dilema que tem pela frente, atacar bem e defender melhor, para reduzir a nada, as chances do Interclube chegar ao empate. A vitória e só a vitória interessa, mas os libolenses têm de evitar correr de maneira desesperada para o alívio, senão, pode desorganizar-se e deixar a retaguarda vulnerável.

O Interclube há-de ter motivos de ficar satisfeito se empatar, mas engane-se quem pensar que os polícias deslocam-se a Calulo para ficar à defesa. O objectivo dos polícias é não perder contra um adversário do seu campeonato, a vitória é a meta principal ,mas o empate também serve para as encomendas.