Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Libolenses recebem aviadores

Pedro Augusto - 03 de Maio, 2017

Libolenses procuram mais trs pontos para reduzir vantagem do lder Sagrada Esperana

Fotografia: Joo Gomes | Edies Novembro

As constantes baixas no plantel, resultantes de lesões traumáticas, e o calendário apertado da equipa, em face aos jogos do campeonato e da Taça da Confederação, não constituem motivos para que o Recreativo do Libolo deixe de ser favorito hoje à tarde, a partir das 15h00, no estádio de Calulo, na recepção ao Atlético Sport Aviação (ASA), em acerto da sétima jornada do Girabola Zap 2017. 

As ambições e a classificação de ambas no campeonato são igualmente factores que fazem dos libolenses favoritos à vitória no duelo desta tarde. Aliás, a equipa de Vaz Pinto, moralizada com o triunfo de domingo último, no Lobito, pretende manter o ciclo para não deixar fugir, muito mais, os restantes candidatos ao título.

O Libolo é nesse momento o  5º colocado do campeonato com 21 pontos, ao passo que o ASA é o 14ª (antepenúltimo) com 8. Como se pode ver, trata-se de um jogo de opostos. Ou seja, de um lado, o tetracampeão determinado em alargar a passada para se encostar às equipas do topo e, por outro, o tricampeão em busca da estabilidade competitiva e pontual na competição.

Os aviadores não vivem um bom momento no campeonato. E para agravar ainda mais a situação, a equipa do ASA vai se apresentar hoje em Calulo com um novo treinador. Trata-se de Abílio Amaral, então adjunto de João Machado, demitido em pelo Dia do Trabalhador, de uma forma pouco amistosa: via telefone.

Contudo, o Libolo não tem culpa disso. Aliás, também tem os seus problemas, como as constantes lesões no plantel, por isso, na condição de visitado, vai procurar fazer o seu trabalho para não ser surpreendido pelos aviadores. Aliás, Vaz Pinto sabe e bem com que linhas se coser, tendo mesmo reconhecido isso após o triunfo sobre os estudantes do Lobito.

“Temos tido muitas baixas. Ressalvo que são lesões de natureza traumática (pancadas) e é bom que isto se saliente. Não há equipa técnica que possa evitar isto… Esse pormenor tem dificultado e condicionado as nossas escolhas, não pela qualidade, mas pela quantidade.

Estamos, de facto, numa fase da época crucial e não temos, como gostávamos, muitas soluções, mas aqueles que temos, têm correspondido bem\", disse na altura Vaz Pinto, o que demonstra que a equipa está em prontidão para qualquer adversário. Os aviadores vão tentar provar ao novo comandante que têm capacidade para iniciar uma nova etapa na competição. A tarefa é árdua, é verdade, ainda assim, tudo pode acontecer.

Abílio Amaral já demonstrou em várias ocasiões, quando assumiu uma equipa na qualidade de treinador principal, que tem competência para fazer excelente trabalho. Por isso, não perder em Calulo vai ser gratificante para o grupo, vencer será ouro sobre azul.