Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Libolenses respiram confiana

23 de Outubro, 2014

Lder do campeonato prepara com cautelas deslocao a Luanda ao encontro do Atltico Sport Aviao no estdio da Cidadela

Fotografia: Jos Soares

A equipa técnica do Recreativo do Libolo trabalha com determinação, para ter o grupo  “mais perfeito possível” no próximo sábado, às 15h30, no estádio da Cidadela, no jogo com o Atlético Sport Aviação (ASA), referente à 28ª jornada do Campeonato Nacional de futebol.O site do clube de Calulo informa que o grupo às ordens de Miller Gomes, incluindo a equipa médica, têm trabalhado intensamente, no sentido de estarem em forma para defrontar, sem sobressaltos, a equipa aviadora na capital.

Para os libolenses, de acordo com o site, existe toda a necessidade no seio do grupo de manter o avanço de quatro pontos sobre o Kabuscorp do Palanca, que é o segundo colocado e  que tem ainda fortes possibilidades de conquistar o troféu. “Para o Libolo, o próximo jogo é sempre o mais importante e no grupo há a consciência de que só a vitória interessa, para que possa manter-se o avanço pontual em relação ao segundo classificado”, realça o site do grémio de Calulo.

As componentes de recuperação física e as vertentes tácticas a abordar no encontro da próxima jornada têm sido a receita dos treinos diários do plantel, que respira bom ambiente, confiança e serenidade.Miller Gomes, conforme avança igualmente o site do líder do Girabola 2014, tem chamado constantemente a atenção dos jogadores, corrige sempre os movimentos, para que no próximo sábado, na Cidadela, tudo saia sem sobressaltos. No desafio de domingo último, em Benguela, o líder Libolo “sacudiu” a pressão para o seu adversário directo na luta pelo título, Kabuscorp do Palanca, que chegou a reduzir a desvantagem  de quatro para um ponto.

Deste modo, a manutenção do ciclo vitorioso reiniciado domingo último, em Benguela, com  o 1º de Maio, depois de dois empates consecutivos no campeonato, é a divisa dos libolenses para os próximo três desafios, ou seja, depois da partida com o Atlético Sport Aviação (ASA), em Luanda, o Recreativo do Libolo vai medir forças com o União Sport Clube do Uíge, no estádio de Calulo e fecha a  participação no campeonato na capital do país, frente ao Benfica de Luanda.

ALTO ASTRAL
Sambilas preparam
recepção ao Maquis


O técnico do Progresso Sambizanga, Lúcio Antunes, disse ao Jornal dos Desportos que, apesar de faltarem três jornadas, já pode concluir que o Girabola é uma prova difícil. "Acredito que as coisas para nós só correram relativamente bem, porque não tivemos um começo muito tranquilo", disse otécnico "sambila", que acrescentou: "Mas penso que ao longo destes meses em que estou em Angola deu para conhecer melhor o futebol angolanHoje consegui conhecer melhor o campeonato angolano, por isso considero que foi bom, tem sido uma experiência bastante agradável."O técnico promete, no final do campeonato, fazer um balanço daquilo que foi a sua primeira experiência em Angola, no Progresso Sambizanga, em particular.

"O  Girabola é um grande campeonato, prometo fazer um balanço no final, para falar o que foi bom e mau e tentar crescer como homem e como treinador, deixando o Progresso Sambizanga no seu melhor" disse.Faltam três jornadas para o fim do campeonato e o Progresso do Sambizanga está na oitava posição já com a permanência garantida. Há dois anos que terminava a prova na quinta posição e este ano a meta era subir ainda mais.
AU

KABUSCORP DO PALANCA
Kangamba continua a acreditar no título


O presidente do Kabuscorp do Palanca, Bento Kangamba, reafirmou  que  a direcção do clube  ao ver a equipa com 58 pontos, menos quatro que o líder Recreativo do Libolo que soma 62, ainda mantém  o objectivo de alcançar o primeiro lugar, em posse do conjunto orientado por Miller Gomes.O Kabuscorp tem o lugar garantido para as Afrotaças de 2012, porque o  segundo lugar já não escapa, mas à três jornadas em que muita coisa ainda pode acontecer, o presidente do clube não quer atirar  a toalha ao tapete e admitir o Libolo como campeão antecipado. Consumados os três pontos na vitória por 1-0 sobre o Interclube na anterior jornada, Bento Kangamba acredita que na próxima, a equipa pode vencer o Benfica do Lubango na Huíla, o que aumenta a esperança, porque pode ser também beneficiado por uma eventual derrota do Recreativo do Libolo, que tem um jogo difícil com o Atlético Sport Aviação (ASA) em Luanda.

O grupo está entusiasmado e animado sobretudo agora, que o dirigente garantiu que  os contratos com  Tresor Mputo Mabi e Meyongue Zé  foram renovados até  2017.O congolês democrático de 29 anos (Tresor Mputo Mabi) submetido a uma operação,  integra o plantel da equipa principal do Kabuscorp, tal como o avançado camaronês de 33 anos, Meyong Zé.Albert Meyong tem justificado os créditos que o habilitam como a unidade mais valiosa da equipa do Palanca, tem rubricado golos que garantem as vitórias ao Kabuscorp e o seu isolamento na liderança da lista dos marcadores, agora com 16 golos. Está a  quatro golos de igualar a safra na época passada.

CONTINUIDADE
Lúcio Antunes
prefere esperar


 O técnico do Progresso do Sambizanga, Lúcio Antunes, questionado quanto à sua continuidade ou não, respondeu que "ainda é cedo para falar sobre o assunto".Ontem, os "sambilas" voltaram a trabalhar no período da tarde , numa sessão em que a equipa técnica comandada por Lúcio Antunes  privilegiou aspectos como a circulação da bola, passe e  recepção para aprimorar a técnica individual dos atletas. O Progresso Associação Sambizanga, galvanizado com os últimos resultados, trabalha, excepcionalmente hoje de manhã, no estádio da Cidadela Desportiva onde todas as quintas-feiras costuma tomar contacto com a relva natural.

A primeira sessão da semana realizou-se na tarde de terça-feira no seu centro de treino, no Complexo Desportivo e Escolar, com a atenção virada para a recepção ao Bravos do Maquis em jogo a ter lugar no domingo, às 15h30, no estádio da Cidadela Desportiva, para a 28ª jornada do Girabola.A recuperação dos jogadores utilizados na jornada anterior em que a equipa venceu o Recreativo da Caála por 1-0, no Huambo, esteve na ordem-do-dia do treino, já com a integração do grosso dos atletas. Nas três semanas anteriores a equipa trabalhou mais no período da tarde, os resultados dos jogos foram positivos e, por esta razão, é também neste período que o grupo treina, excepto hoje.
Avelino Umba